Publicidade
Publicidade

Em todo o mundo, há diversas pessoas que acreditam que existem pessoas dotadas de poderes especiais com capacidade de até revelar o futuro. Essas pessoas paranormais são geralmente chamadas de videntes. Os videntes [VIDEO] geralmente leem as mãos, cartas, tarôs [VIDEO]e outros meios para fazer suas previsões de umas pessoas. No entanto, há um jeito muito curioso para fazer a análise e traçar perfil.

O nome dessa técnica é #rumpologia, onde é feita a interpretação das fissuras, dobras e cavidades das nádegas das pessoas, com igual objetivo das outras técnicas citadas anteriormente. Conforme a jornalista Antía Castedo relatou sua experiência vivida durante uma sessão de rumpologia [VIDEO] em uma reportagem da revista Soho.

Publicidade

Esse artigo viralizou na web e despertou interesse em várias pessoas devido à prática incomum. De acordo com Antía, a rumpóloga Sandra Amos, que exerce suas atividades no Reino Unido, a fez experimentar algo inédito em sua vida profissional. Permitir que alguém faça análise de seu bumbum era uma novidade em sua vida profissional.

No artigo, a profissional explica o funcionamento da tal leitura. Ela disse que a vidente afirmou que no traseiro de todas as pessoas está escrito o seu futuro. Ainda comparou as nádegas com uma enciclopédia com informações da vida inteira da pessoa. Sandra disse que a parte esquerda da bunda revela o passado. O futuro está na parte direita, entre a celulite, carne e músculo.

Durante o preparo para iniciar a sessão de rumpologia,

Antía descreve que não é algo inédito.

Publicidade

Ao contrário, a rumpologia é antiga e em todo o mundo essa técnica tem sido praticada. No entanto, antes de ir para a sessão, ela resolveu fazer uma busca pela internet, para se inteirar a respeito do assunto. Desse modo, ela descobriu que Sandra não era pioneira em fazer previsão a partir da leitura das marcas do corpo.

O astrólogo Jackie Stallone afirma que esse tipo de leitura é um dos mais antigos, que os povos da antiga Babilônia, da Grécia e Roma já praticavam a técnica. Lógico que foi necessário exercitar bastante a memória antes de aprofundar nas previsões. Mesmo tendo que tirar as roupas para uma pessoa desconhecida, existe limitações para tal técnica.

A jornalista afirma que depois que procurou entender mais sobre o funcionamento da rumpologia, sentiu-se mais tranquila. Ela disse que durante a sessão nenhum orifício é analisado. Sandra confirma que somente suas nádegas foram verificadas e nem foi necessário tirar as vestes íntimas. #Famosos #Celebridades