Publicidade
Publicidade

Se você costuma deixar seu cão [VIDEO] #Lamber seu rosto e seus lábios, é bom rever se realmente deve manter esse hábito.

Os cães costumam lamber os rostos de seus donos como demonstração de afeto. E quem não acha isso divertido? Parece que o animal está enchendo a pessoa de “beijos”.

Por que os cães costumam lamber as pessoas?

Os cães lambem as pessoas para demonstrar afeição por elas. Essa é uma das maneiras de criar laços com as pessoas. Isso também permite que o cachorro tenha um contato sensorial com a pessoa, conhecendo o cheiro e o gosto através do contato com a pele humana.

Por outro lado, o ato de lamber pode demonstrar ansiedade ou estresse.

Publicidade

Neste caso, é quando o cãozinho costuma lamber a pessoa excessivamente. Endorfinas são liberadas quando o cachorro, isso faz com que o se sinta bem, assim como o libera de tensões mentais.

Mas você já se perguntou se isso é realmente saudável? Será que é perigoso deixar o cão lamber sua boca ou seu rosto?

Estudos e casos

Em 2011, pesquisadores japoneses afirmaram que, após analisar amostras de placas dentárias de 66 #Cachorros e 81 pessoas, foram encontradas bactérias, tanto nas placas dos animais quanto das pessoas, que poderiam ter sido transferidas pelo contato das línguas dos cães com os lábios dos donos. O estudo foi publicado na revista Archives of Oral Biology. Os tipos de bactérias encontradas nas análises causam periodontite – gengivite, além de destruir tecidos que dão suporte aos dentes.

Já 2016, uma senhora de 70 anos foi infectada por uma bactéria chamada Capnocytophaga canimorsus – encontrada nas gengivas de cães e gatos.

Publicidade

A idosa que gozava de plena #Saúde passou desmaiou repentinamente enquanto falava com um parente ao telefone. Ainda inconsciente, ela foi levada ao hospital e passou por uma série de exames que não apresentou nenhuma anormalidade, até que no quarto dia de internação a paciente começou a sentir dores de cabeça, febre alta, diarréia, confusão mental e calafrios, e logo após outra série de exames de sangue, fezes e urina, foi detectada a bactéria Capnocytophaga canimorsus.

A bactéria foi passada através da língua do cachorro, que costumava lamber o rosto de sua dona. O caso foi registrado em artigo na revista científica British Medical Journal.

Deixar ou não deixar lamber?

Embora boa parte dos pets sejam bem cuidados por seus donos, os animais possuem as bactérias próprias do seu corpo, isso, como mostrado nos dois casos estudados acima, abre espaço para possíveis problemas que podem ser adquiridos através da transmissão de bactérias. Há de se lembrar também que há cães que não costumam passar por higienizações [VIDEO] periódicas.

Publicidade

Há cães que até comem fezes, por exemplo, além de lamber as próprias partes íntimas deles e de outros cães. Essas regiões são repletas de micro-organismos que podem causa algum dano à saúde das pessoas.

Então, pessoas com imunidade baixa, devem ter muito cuidado ao deixar o cão lambê-las, mas não só elas, todas as pessoas devem manter a atenção neste caso. Nada melhor que ambos, seus donos e cães estarem gozarem de plena saúde e de uma boa relação.