Publicidade
Publicidade

Ainda existe muito mito sobre o tema #cremação de corpos. Para alguns, o corpo é apenas matéria, e a lembrança deve ser feita dos vivos e não dos mortos. Para estas pessoas é mais fácil aceitar todo o processo. Entretanto, religiosamente, o corpo, mesmo de morto, pode ser considerado ainda um templo inviolável e que tem mesmo que ser enterrado e sofrer o processo de decomposição natural.

Atualmente, pela falta de espaço nos cemitérios e pelo alto custo de se manter um túmulo em grandes cidades, a opção pela cremação passa a ser muito considerada pelas famílias. Mesmo assim, pouco ainda se sabe sobre o processo de cremação, então antes de avaliar a opção é importante que se saiba o que realmente o corpo irá experimentar durante todo o procedimento.

Publicidade

Confira:

Como funciona a cremação?

1) O corpo é preparado

Caso o corpo tenha algum dispositivo não natural, como implantes, pinos de titânio, marcapassos ou outros tipos de peças estranhas ao organismo devem ser declaradas anteriormente para que sejam previamente extraídas. Isso porque essas peças não reagirão da mesma forma e poderão não ser queimadas com o procedimento. Peças metálicas não são afetadas pelo fogo então também precisam ser retiradas, incluindo, até, dentes de ouro.

2) A câmara de cremação

O forno de alta temperatura, opera entre 750°C e 1000°C e possui toda uma preparação para suportar altas temperaturas. Apenas um corpo é cremado por vez. Esta é uma exigência legal. O caixão normal não é queimado com o corpo. O corpo é inserido num objeto que chama-se caixão combustível.

Publicidade

a porta é aberta apenas para inserir o corpo.

3) Dentro da câmara

Quando o corpo começa a arder, o forno expõe apenas colunas de fogo. O caixão que é de material combustível queima primeiro e o corpo vai junto. A pele e o cabelo queimam primeiro, depois são os músculos que contraem e são carbonizados. Depois os tecidos moles que viram fumaça. Já os ossos se tornam peças carbonizadas que continuam na câmara. Nesta etapa da cremação os ossos ainda não são destruídos. São peças carbonizadas que serão quebradas por um funcionário do crematório. Este processo dura entre 2 e 3 horas.

4) Sobram os ossos

Os ossos estão 'pegando fogo', mas ainda não viraram pó. Por isso, eles vão para uma bandeja magnetizada que garante que algo metálico que ainda não tenha sido retirado, possa sair. Neste momento os ossos estão como abaixo.

5) Ossos em pó

Neste ponto os ossos são triturados por grandes e afiadas lâminas. Diferente do que você poderia pensar, os ossos não viram pó por serem queimados e sim, por serem triturados.

Não perca também:

Fã n°1 de 'Os Trapalhões' revela segredo e detona Didi: 'Farsante, ganancioso' [VIDEO]

Na pior: ex-BBB Emilly faliu, não paga mais o aluguel e Neymar está bancando [VIDEO]

#curioso #passo a passo