Publicidade
Publicidade

O ser humano é incrível na hora de inventar maneiras de como sobreviver. Desde que há detalhes sobre sua permanência na terra, não faltam detalhes sobre como eles conseguiram ficar tanto tempo ficando vivos, mesmo após tantas tragédias, como furacões e tragédias. Uma cidade do Sul da Austrália, no entanto, espanta por um detalhe. Lá, desde 1915, existe um enorme buraco que serve para que as pessoas simplesmente vivam. A cidade identificada como Coober Pedy ficou conhecida por essa característica.

A região é conhecida por ter poucas árvores, o que faz com que o clima seja extremamente quente. Respirar por lá, em determinados dias do ano pode ser complicado.

Publicidade

Além disso, tempestades de areias são comuns. Veja abaixo uma foto que mostra a cidade de Coober Pedy, que tem apenas dois mil habitantes, mas que sabem muito bem como viverem.

A terra do local é bastante vermelha e como o leitor pôde ver na foto acima quase não há casas no local. Isso porque a maioria das residência, na verdade, fica embaixo da terra, mas não é porque a região é assim que os cidadãos não precisam ter um estilo de vida bonito. Existem vários quartos e casas inteiras no subsolo. Cada imagem mostrada é realmente impressionante.

Do lado de fora, quem passa pode achar que o ambiente não é muito convidativo. Uma simples porta no meio da terra é o portal de entrada para quem quer ir para um hotel na região.

Publicidade

Em alguns locais, é claro, há buracos, como o mostrado na capa desse artigo. É por eles que entram a luz natural e também um pouco de ar. Quem mora no local garante que ele é bastante confortável, mas talvez o ambiente não seja recomendável para quem tem claustrofobia, afinal, tudo é bastante fechado.

Mas afinal, de onde surgiu a ideia de fazer casas embaixo da terra? Tudo começou com um pai e um filho. Ambos foram para a região para fazer a procura de ouro. No entanto, conforme foram cavando o local acharam a opala. A pedra também é valiosa e se popularizou no exterior. Por isso, mais mineiros precisaram ir para o local e como o ambiente era muito quente eles acharam melhor morar dentro das próprias minas. Com isso, conforme buracos eram abertos, tudo já era pensado para que o ambiente já servisse de moradia.

Como o leitor pode ver acima, no local, além de quartos, há diversos ambientes sociais. A foto acima mostra até mesmo uma pequena capela, mas há também joalherias e até um bar. Pelo jeito, os mineiros arranjaram uma ótima forma de viver. #Buraco na África #Curiosidades