Publicidade
Publicidade

As lesões nas partes íntimas são mais comuns do que a maioria das pessoas pode pensar, e em especial nos homens. Se conhecem alguns casos de lesões bem danosas para a masculinidade, em muitos casos durante excessos no quarto. Entre algumas posições e atos mais perigosos [VIDEO], é realmente possível que um homem possa quebrar seu órgão.

No entanto, os casos de fratura do mesmo são raros, apesar de algumas histórias de terror que foram analisadas por cientistas, para que melhor se entendam os perigos e as maiores causas. De acordo com a pesquisa publicada no jornal Reviews in Urology, existem muitas maneiras diferentes de causar danos nas partes baixas.

Publicidade

Porém, o mais importante nesse estudo é que as causas variam muito de país para país, o que não permite que esse estudo seja muito conclusivo, mas que pode ser encarado como uma ajuda para que se conheçam as situações mais perigosas.

Um estudo como esse não é muito complicado, uma vez que basta consultar o histórico clínico, procurando por esse tipo de lesões e perceber as causas que levaram a internação, sendo que alguns homens poderiam não ter revelado os motivos e outros poderiam ter inventado alguma desculpa.

Nesse sentido, os casos mais interessantes são mesmo no Irã, onde esse estudo revelou casos verdadeiramente bizarros que mais parecem desculpas e nada têm que ver com atos íntimos. A maioria dos casos se deveram a mordidas de animais no órgãos, homens que caíram de barriga para baixo sobre o órgão e o quebraram e ainda alguns casos de tijolos que caíram sobre o membro em questão, provocando a grave lesão.

Publicidade

Outros casos estranhos que foram relatados incluem ficar com o membro espremido em calças apertadas, ou esbarrarem no banheiro. Estes casos mais bizarros, que relatam #acidentes ou azares, acabam por mudar toda a estatística. Afinal, a maneira mais comum para se quebrar o órgão não é durante um ato íntimo, mas, sim, em acidentes que nada têm a ver.

Porém, não ficou por aí esse estudo americano. Por exemplo, no Japão e no Mediterrâneo, os homens são mais propensos [VIDEO] a se machucarem durante atos íntimos que eles realizam sozinhos. Enquanto isso, nos Estados Unidos, os homens parecem mais suscetíveis à fratura devido a movimentos íntimos mais perigosos.

Falando exclusivamente ao site Daily Star Online, a médica Samantha Evans disse que não é incomum um homem se sentir dolorido durante uma #relação íntima, mas é motivo de preocupação. A especialista em saúde íntima disse: "A relação nunca deve doer, deve ser uma experiência prazerosa para ambos. A dor nunca deve ser ignorada. Se você sentir dor durante ou após a relação íntima, você sempre deve procurar um conselho médico, pois é a maneira de seu corpo estar dizendo que algo está errado. Muitas vezes, seu médico pode diagnosticar o problema e pode ser facilmente resolvido." #intimidade