Publicidade
Publicidade

O ser humano passa a maior parte da vida se preocupando em ganhar o máximo de dinheiro possível. Ele trabalha e sacrifica a própria saúde [VIDEO] em busca de conforto e bem materiais. Quando chega ao final de sua vida, acaba descobrindo que todo o dinheiro ganho não será suficiente para pagar por sua saúde, que agora não está como antes devido aos exageros do passado em busca de mais e mais dinheiro.

Todos sonham em um dia ter uma família, filhos e uma mulher ou marido que realmente lhe ame. Porém, por causa de escolhas ou até mesmo problemas, algumas pessoas acabam não tendo essa oportunidade. Como consequência, enfrentam uma velhice solitária e muito triste.

Publicidade

Foi exatamente isso que aconteceu com um #senhor chamado Keith Davison teve que vivenciar. Após o falecimento de sua esposa, que aconteceu no ano de 2016, ele simplesmente experimentou uma das piores sensações do mundo, a solidão.

Ele decidiu acabar com a sua solidão de uma maneira inovadora

Keith é um juiz aposentado com uma carreira de sucesso. Por causa disso, dinheiro não era seu problema. Tentando amenizar toda a solidão após a morte da esposa, ele, então, teve uma ideia totalmente diferente e inusitada.

Decidido a deixar a solidão de lado, esse homem resolveu instalar uma piscina no quintal de sua residência em Morris, Minnesota, nos Estados Unidos. Até então parecia uma coisa normal em se tratando de um senhor com ótimas condições financeiras.

Publicidade

Porém, como dito nesse artigo, essa atitude iria acabar com a sua solidão.

Ele chamou todas as crianças de seu bairro para aproveitar sua enorme piscina, que mede cerca de 4,9 x 9,8 metros. Keith tem três filhos que já são adultos [VIDEO], mas não tem netos. Por isso, sua ideia não somente fez a felicidade das crianças de seu bairro, como também acabou com aquela sensação de solidão.

Hoje o senhor tem ‘’netos’’ de outras famílias, que aproveitam os dias de sol na piscina de sua residência. A perda de sua esposa deixou um grande vazio em seu coração, mas as crianças, de certa forma, preencheram essa lacuna, proporcionando momentos de felicidade para esse senhor tão batalhador.

O gesto chamou a atenção não somente das crianças, mas de todos do bairro. Geralmente, pessoas com boas condições financeiras não gostam de dividir o que tem com as outras, mas esse senhor provou que, mesmo sendo rica, a pessoa pode fazer a diferença demonstrando seu carinho e afeto. Hoje, felizmente ele é uma pessoa feliz e cheia de novos ‘’netinhos’’, que, apesar de não terem o seu sangue, fazem parte de sua família. #curioso