Um tornado se formou em algumas cidades paraenses. Ele aconteceu sexta-feira passada (11). O fato foi devido a uma frente fria proveniente do cone sul. Novas ações da defesa civil são necessárias para dar apoio a milhares de desabrigados. Os tornados estão se tornando mais frequentes na região.

Nesta terça-feira devido à insistência de muitos moradores, em retornar para suas casas e tentar resgatar o que sobrou, novas notícias foram apresentadas pelo SIMEPAR - Sistema Meteorológico do Paraná. Foi anunciado que a frente fria se tornou estacionária. Ela deve trazer novas chuvas e ameaça de novos tornados. O volume de chuva previsto deve atingir 70 mm e as pessoas devem ficar alertas.

Publicidade
Publicidade

Os tornados são classificados em níveis. Os valores possíveis estão na faixa de 1 a 5. O tornado que afetou as cidades paranaenses foi considerado como de nível 1, o de menor força na escala. Em diversas localidades eles podem atingir valores maiores e provocar perda de vidas.

O SIMEPAR classificou o fenômeno como "supercélula" causador de grande número de desabrigados. Reinaldo Kneib, um dos meteorologistas consultados explicou o fenômeno e a dúvida sobre sua classificação como um tornado, o que acabou acontecendo. Ele alerta para a possibilidade de repetição do fenômeno.

Em algumas localidades, os moradores chegaram a ver a nuvem em formato de cone, deslocar-se sem afetar a localidade. Dos locais por onde passou, o município mais afetado foi Janiópolis, deixando mais de mil desabrigados.

Publicidade

Rondon, Nova Londrina, Araruna, foram outras localidades atingidas com menor número de pessoas afetadas. Em Francisco Beltrão também foram registrados danos. Segundo o capitão Mafra da Defesa Civil do Paraná, o cenário foi de destruição.

A população foi chamada a colaborar. O Provopar estadual está reunindo doações em favor das pessoas afetadas. Esta colaboração é decisiva para diminuir o sofrimento das pessoas atingidas. É solicitada a doação de alimentos não perecíveis, água, produtos de higiene e limpeza, colchões, roupas e agasalhos. As doações podem ser entregues no seguinte endereço, em Curitiba: Rua Hermes Fontes, 315 - Batel. Colabore e ajude a diminuir o sofrimento de muitas pessoas. #Natureza