O ex-BBB Laércio de Moura está em maus lençóis. Segundo o portal de notícias G1, ele foi preso nesta segunda-feira (16), na cidade de Curitiba, capital do Paraná, suspeito de cometer estupro de vulnerável. A vítima tinha apenas 13 anos na época do #Crime

Ex-BBB é preso por pedofilia

A delegada responsável pelo caso, Patrícia Nobre, confirmou que Laércio de Moura, teve sua prisão preventiva decretada por ser suspeito de cometer estupro de vulnerável, no ano de 2012, com uma garota que, na época, tinha apenas 13 anos. A delegada afirma que o ex-BBB teve um "relacionamento" com uma menor de 14 anos, quando tinha 49 anos.

A garota, que hoje tem 17 anos, foi procurada pela polícia e confirmou que os dois tiveram um relacionamento, contudo a família da vítima ficou sabendo somente quando a polícia chegou até ela.

Publicidade
Publicidade

Investigação criminal

As atenções da polícia se voltaram para Laércio, ainda quando ele participava da edição do BBB16, quando o design de tatuagens revelou que gostava de se relacionar apenas com meninas mais novas. Ele estava dialogando com Ana Paula, quando disse: "Só aparecem novinhas mesmo, tipo 17, 18, 20". A partir de então, a polícia começou a investigar Laércio.

Segundo a promotora de justiça, Tarsila dos Santos Teixeira, afirmou que as desconfianças nasceram pela própria conduta de Laércio, dentro do reality show. Inclusive, com a presença do designer no programa, muitas denúncias surgiram de vários telespectadores.

Junto com as denúncias, chegavam vários prints de conversas através de redes sociais, que ele mantinha com várias adolescentes. As fotos que também aparecem nas mensagens, em um primeiro momento, conota o crime de exploração sexual infantil e adolescente. 

A Polícia Civil vai dar seguimento às investigações, a fim de identificar outras possíveis vítimas, ou a ocorrência de outros crimes. 

A delegada Patrícia Nobre ressalta a importância do monitoramento dos pais às conversas dos filhos nas redes sociais e para que fiquem sempre atentos a qualquer mudança no comportamento das crianças e adolescentes.

Publicidade

Vejam aqui as conversas divulgadas pela polícia

#BBB Big Brother Brasil #Casos de polícia