Na manhã da última quarta-feira (12), por volta das 6h, cinco homens encapuzados invadiram uma agência bancária em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Eles estariam armados com fuzis e explosivos que usaram para destruir e conseguir roubar os caixas eletrônicos de uma agência da Caixa Econômica Federal.

O assalto aconteceu na Rua Isabel Redentora, no Centro da cidade e assustou os moradores locais que acordaram ao som de inúmeros disparos. A troca de tiros entre a polícia e os bandidos foi intensa como é possível ver nas imagens gravadas por vários moradores locais. A ação da quadrilha foi devidamente planejada e eles conseguiram levar cerca de R$ 60 mil reais em dinheiro.

Publicidade
Publicidade

A polícia chegou a bloquear o Contorno Leste do município para tentar evitar a fuga dos bandidos, que ainda assim conseguiram escapar. Eles usaram um Ford Fusion para fugir, durante o tumulto houve perseguição policial e troca de tiros.

Até o final na manhã de ontem nenhum dos criminosos envolvidos havia sido preso, e nem identificado. A Polícia Federal (PF) foi chamada ao local para realização da perícia. O Esquadrão Antibombas da PM também foi acionado, pois os bandidos teriam deixado artefatos de explosivos dentro da agência bancária. A ação do grupo trouxe sentimento de pavor aos moradores e indivíduos que passavam na região, que nunca tinha presenciado um roubo desse porte na localidade. As pessoas tentaram se esconder em suas casas e dentro de comércios com medo de balas perdidas e explosões.

Publicidade

A quadrilha usava armamento pesado, e pareceu ter planejado a ação há muitos dias. Nas imagens é possível ver que todos os membros do grupo usam moletom preto e capuz para tampar o rosto. Três deles ficam do lado de fora segurando fuzis e dando cobertura para os outros dois que lá dentro colocavam dinamites para explodir os caixas eletrônicos.

Com a chegada da polícia os homens acabaram deixando muitas notas para trás, mas ainda assim conseguiram sair com a quantia de sessenta mil. Ao que parece a agência estava fechada para reforma há dois meses, pois tinha sido alvo de outro assalto, o local foi reaberto a menos de quinze dias e novamente foi alvo dos bandidos. A polícia investiga o roubo para tentar chegar aos bandidos.

#Crime #Investigação Criminal