Atualmente, o mundo está tão problemático que a mais singela das atitudes ganha grande notoriedade, pois a sociedade encontra-se caótica e precisando de mais respeito e compaixão com o próximo. Um caso aconteceu nesta quinta-feira (08) por volta do meio dia (12:00), na cidade de Foz do Iguaçu, próximo da fronteira com o Paraguai, deixou várias pessoas felizes e impressionadas.

Um idoso estava no ponto de ônibus, que fica próximo a um posto de fiscalização da Policia Rodoviária Federal (PF), quando o ônibus, o qual estava esperando, acaba passando sem respeitar o pedido de parada do senhor, que acabou não sendo atendido para fazer sua viagem.

Publicidade
Publicidade

Por conta da falta de atenção ou má fé por parte do motorista do transporte coletivo, os policiais rodoviários federais prontamente utilizaram suas motos para irem atrás do ônibus coletivo e o escoltaram de volta para a parada de ônibus, para que pudesse embarcar o idoso que lá esperava.

Segundo o #PRF, Adi Alecssandro, ele estava observando a aproximação do senhor pela porta central do ônibus. Porém, no momento que o idoso iria embarcar, o motorista do transporte coletivo arrancou, mesmo mediante protestos. Alecssandro afirmou também que a questão envolvendo o idoso é algo que é delicado e sensível a todos, e que além de ser uma infração de trênsito, é um desrespeito pela dignidade da pessoa. A PRF afirmou que, apesar da atuação, acredita que o motorista não agiu de má fé.

As pessoas que estavam próximas da parada de ônibus, juntamente as que também estavam aguardando o transporte juntamente com o senhor, aplaudiram a ação do PRF.

Publicidade

No final das contas, o motorista acabou sendo multado pela falta de atenção ao passageiro e que, de acordo com o Código de Transito Brasileiro (CTB), é uma infração leve, no valor de R$ 88,38, e que acrescenta três pontos na carteira do condutor.

Flávio Eiseli, que é responsável pela empresa de consórcio Sorriso, que administra todas as empresas de transporte coletivo da cidade, informou que irá tomar as providências cabíveis, além de ressaltar que “o objetivo maior é transportar o usuário, seja ele quem for”.

#Voz do Iguaçu #Ponte da Amizade