Um indivíduo foi preso por policiais do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), na manhã de quinta-feira (2), no Parque do Birigui, em Curitiba, no Paraná. O homem é acusado de ter violentado sexualmente uma menina. O suspeito de ter cometido o ato de violência sexual foi identificado como John Paul Licoln Magdalena, 34 anos. Para as autoridades, ele é o principal suspeito de ter abusado de uma menina de apenas 12 anos dentro de um veículo e ter filmado parte do estupro com um aparelho de telefone celular.

Conforme informações da polícia, os investigadores chegaram até o indivíduo através das redes sociais.

Publicidade
Publicidade

O sujeito gostava de conversar com adolescentes, mas acabou falando com os investigadores sem saber. Diante das informações passadas pelo sujeito, a polícia começou a monitorá-lo e conseguiram confirmar as suspeitas depois que a vítima o reconheceu. Diante da situação, uma viatura da polícia se deslocou até a casa do indivíduo, localizada no bairro Boa Vista, onde foi preso. Ainda de acordo com a polícia, após algum tempo conversando com a vítima, o encontro dos dois aconteceu no mês de dezembro de 2016.

Segundo informações do delegado Tito Livio Barrichello, o sujeito disse para a vítima que apenas ia dar uma volta com ela pela cidade, mas no decorrer do trajeto teria parado em um lugar sem movimento, obrigou a vítima a tirar as suas roupas e em seguida abusou dela. Ainda de acordo com o delegado, a vítima foi fotografada sem roupa e ele teria filmado uma parte do abuso.

Publicidade

Após ter cometido o #Crime, ele ameaçou a menina se ela contasse o que tinha acontecido para alguém, ele ia divulgar as fotos e o vídeo nas redes sociais.

A menina contou para a sua mãe sobre o abuso dois dias depois. De imediato, a mãe e a garota foram até a polícia, onde registraram um Boletim de Ocorrência contra o acusado. Após um mês, os investigadores conseguiram enganar o sujeito e tiveram certeza de que era ele o autor do estupro. Na casa de John, os policiais apreenderam o celular contendo o vídeo do dia do estupro d várias fotos da vítima sem roupas.

Ainda foram apreendidos remédios, anabolizantes e comprimidos que podem ser drogas. O sujeito está preso e vai responder pelo crime de estupro de vulnerável e contra a saúde pública. #Investigação Criminal #Casos de polícia