No fim da tarde desta última quarta-feira (22), um veículo reformado para participar de rachas foi apreendido em Capão Raso, em Curitiba, capital do Paraná. O carro é uma BMW já conhecida da Polícia Rodoviária Federal por ser um dos veículos que constantemente se envolve em disputas de corrida feitas ao longo da BR-277. O homem responsável pelas modificações é dono do carro, e já vinha sendo investigado pelo envolvimento com as corridas. Ele já responde criminalmente pelas ações.

Dessa vez um mandato foi expedido para que o carro saísse de circulação. Os homens da PRF compareceram até a casa do suspeito, que pareceu se orgulhar da potência de sua BMW.

Publicidade
Publicidade

Ele tem vários vídeos na internet mostrando e explicando o que teria feito para que o carro atingisse a potência altíssima de 980 cavalos. Além disso, nas cenas ele aparece dirigindo o carro de maneira irresponsável. São várias as gravações, e o homem parece não se importar de colocar em risco, pedestres e outros motoristas pela forma como conduz seu carro. Ele aparece cantando pneu enfrente a própria oficina onde consegue as peças para as modificações, e também na BR em participações de disputas que valem dinheiro. Assista às cenas da condução perigosa no vídeo a seguir:

O homem não seria o único a participar do grupo que organiza as corridas perigosas, e a polícia já investiga a participação de outros membros. A BMW em questão foi levada para uma análise criminalística que determinarão quais foram as modificações para que o carro ficasse mais potente para participar dos eventos.

Publicidade

O Ministério Público de Curitiba já teve acesso aos vídeos e investiga o real envolvimento do homem nos eventos. Ele já teria tido sua carteira de motorista apreendida e suspensa em 2015, e em 2016 o carro já havia sido multado por alta velocidade. O #Crime de competições está colocado no artigo 308 do código de trânsito brasileiro, e a pena para esse tipo de contravenção da lei pode chegar a até três anos em regime fechado.

Assista aos demais vídeos:

#Casos de polícia