Publicidade
Publicidade

Comparados aos Escoteiros, dentre outras características, por usarem fardas e aprenderem a acampar, os Desbravadores, projeto iniciado há mais de sessenta anos, caracterizam-se por serem uma organização de cunho religioso, associada à Igreja Adventista do Sétimo dia, que tem por objetivo auxiliar crianças e adolescentes em suas necessidades básicas, como educação, saúde, desenvolvimento pessoal e principalmente, o combate às drogas.

Com reuniões aos domingos nos principais bairros das cidades do país, os clubes de desbravadores têm como participantes crianças entre 9 a 14 anos, seus conselheiros, crianças a partir dos 15 anos e sua diretoria, composta por um diretor, diretores associados, secretários e financeiros.

Publicidade

As atividades

Por meio de atividades voltadas ao cultivo do meio ambiente, sobrevivência na natureza, combate às drogas e incentivo à educação, as reuniões acontecem das nove da manhã ao meio dia e permitem que as crianças e adolescentes de comunidades mais carentes possam ter uma educação extra de qualidade.

Duas vezes ao ano, os clubes fazem viagens para ver na prática como se sairiam, assim como fazem escaladas, piqueniques, cuidado com as ruas em volta do local de encontro, café da manhã com moradores de rua, dentre outras atividades, claro, sempre acompanhadas de um adulto.

A gratificação de quem dirige este projeto

Em entrevista com a diretora de um clube localizado no Bairro Parolin, na cidade de Curitiba-PR, Vanessa Rocha, 25 anos, ela conta que não imagina sua vida sem essas crianças e não pretende parar tão cedo:

“Eu já fui uma desbravadora e sei o quanto me auxiliou em meu amadurecimento tanto como cristã como cidadã.

Publicidade

Por isso, quero que as crianças tenham a mesma experiência que eu tive”.

O que as crianças e adolescentes pensam sobre o Clube

Os desbravadores que participam regularmente do clube só possuem elogios quanto às reuniões, diretoria e atividades. Em suas palavras:

“Eu me senti muito realizada em participar de uma viagem com o Clube. Pude conhecer muitas pessoas boas e aprender mais da palavra de Deus”. Gabriela Fernandes de Mates, 14 anos.

“Estar no clube é ter um sentimento de família que talvez alguns não tenham isso em seus lares e aqui temos a sensação de pertencer a algum lugar, rimos, choramos e nos ajudamos”. Izabela Fernandes de Mates, 16 anos.

“O melhor momento para mim é ver a evolução das pequenas crianças, que chegam desobedientes e fazendo a maior bagunça e com o tempo se comportam e desejam permanecer para ajudar outras crianças”. Michael Alves, 17 anos.

Como participar

Seja para incentivar [VIDEO] seu filho a participar ou para ser um associado ou doador, basta procurar no link abaixo clube mais próximo de sua casa e pedir para entrar, pois com o intuito de ajudar aos outros, quem é melhor recompensado é você.

Publicidade

Maiores informações:

http://www.adventistas.org/pt/desbravadores/

Site para encontrar endereços:

https://clubes.adventistas.org/br/

Esta matéria integra o projeto de extensão universitária do Centro Uninter [VIDEO] em parceria com o Blasting News Brasil. #solidariedade #SalvandoVidas