Talvez os leitores estejam pensando qual o motivo desse subtítulo de caráter tão preconceituoso e rotulador, mas o que eu quero dizer é que existem saídas alternativas para a promoção da "desverticalização" social causadora de muitas das mazelas de nossa realidade.

Não só socialmente como também no âmbito organizacional, a conscientização de um agrupamento mais "enxuto" nas grades do parâmetros humanos são mais evidentes, porém, ainda muito aquém do ideal. Estou querendo dizer que as diferenças impostas por critérios poucos determinantes no que diz respeito às capacidades pessoais de cada um (atributos) seriam teoricamente menos regente de nossa condição ao mercado, sociedade, status e enfim o que nos define aos olhos da comunidade.

Publicidade
Publicidade

Daí o termo Home-Office que equivaleria a trabalho em casa em português, que seria ideal para pessoas com menos oportunidades de conseguir um bom colocamento no mercado de trabalho, que exige um bom currículo, diplomas expressivos e indicações, além de experiências que nunca são oportunas, o que traz um paradoxo ruim para quem deseja começar uma carreira com o pé direito. São ofertas de digitadores virtuais, redatores freelances, divulgadores, dentre outras oportunidades.

Podemos ver na internet termos como e-commerce, marketing multinível (MMN), programas de afiliados que se apresentam como saídas muito atrativas, mostrando extratos bancários exorbitantes e bem chamativas e até apelativas. É nesse contexto venho expressar minha preocupação, pois, em todo ramo de trabalho existe o bom profissional como também o mau.

Publicidade

Para pessoas que se interessam pelo assunto eu sugeriria cautela e muita pesquisa, analise bem a propaganda, o banner, o link mostrado no anúncio antes de investir seu dinheiro em algum negócio online.

Haja-vista que alguns sim requerem algum investimento, não todos, mas a questão é: devemos sim sonhar com nossa liberdade plena, com nossa independência financeira, mas também, firmar e arraigar nossos pés no chão e sermos racionais e legítimos.