Profissionalismo e destaque: é isso que a identidade visual precisa provocar nos clientes. É por isso que, em um mercado tão competitivo, ela se torna tão importante para a corporação. É nela que os objetivos, missão e valores são colocados em formas de figuras e símbolos, atraindo e se identificando com o público-alvo. Porém, muitos erros são cometidos na hora de desenhá-la, o que faz com que o impacto positivo que ela deveria causar não ocorra.

É importante que você os conheça antes de trabalhar na identidade visual da sua empresa. Separamos os erros mais frequentes para que você fique atento e fuja deles.

Erros comuns na identidade visual da empresa 

1. Falta de objetivo

Muitas pessoas acabam dando pouco valor a identidade visual da empresa e desenhando qualquer logo ou material, sem se preocupar com o que a empresa quer passar. É importante que o objetivo da empresa seja transmitido à sua identidade visual para que isso chegue com clareza ao cliente. Um bom e completo briefing é necessário para que o direcionamento seja feito.

2. Não adequação a diferentes mídias

A identidade visual da empresa precisa ser feita de maneira que ela fique adequada não apenas para o material impresso ou para a fachada de uma loja, e sim para mídia digital e até TV. É importante pensar nisso antes de decidir as cores e formas a serem adotadas. A empresa pode crescer rapidamente e ela precisa que a sua identidade fique clara nas mais diferentes mídias que sejam usadas.

3. Excesso de Cores

A cor é um dos principais atrativos de uma identidade visual. É através dela que o cliente olha e lembra-se da empresa. Por exemplo, se você chega a uma loja com a fachada toda vermelha, faz lembrar as Lojas Americanas. Já o M vermelho e grande remete ao Mc Donald’s e assim por diante. É disso que a identidade virtual da sua empresa precisa, de algo que faça lembrar imediatamente dela. Quando uma mistura muito grande de cores é usada, essa identificação do cliente não acontece, afinal, não é algo que se destaque. É por isso que o logotipo ou marca devem ter no máximo três cores na criação.

4. Excesso de efeitos

Usar muitos efeitos como chanfros, sombras, entre outros, fica exaustivo e cansativo. Por isso, é melhor preferir os logos mais simples, mas que sejam mais fáceis de serem gravados e entendidos pelos clientes.

5. Sombras

Embora a sombra seja frequentemente usada para destacar algo e dar a ideia de relevo, muitas vezes ela dificulta o entendimento da marca, se tornando um peso. O logotipo com sombra nem sempre consegue se adequar a diferentes mídias. Por isso, é necessário cuidado ao fazer uso dela ou é melhor evitar.

É possível usar sombras para uso digital, mas é muito importante que elas sejam tiradas em impressões e outros meios de divulgação.

Antes de decidir por uma identidade visual, é necessário que você fique muito atento a todos esses itens. Afinal, você quer passar uma marca ou identidade clara, objetiva e marcante para os seus clientes, correto? Então tenha cuidados para não errar ao decidir qual será a identidade visual da sua empresa.  #Negócios