No mundo globalizado de trocas intensas, o ritmo da circulação está aceleradíssimo através da informação via internet, e não para nunca. Esse mundo nos convida a realizar transações que nos gerem algum tipo de lucro. Porém em alguns casos, devido à grande concorrência, esse lucro tende a ser pequeno. Na realidade, nenhum ser humano está pronto para desfrutar de todas as possibilidades da lei da circulação na velocidade da luz. O ritmo das informações e a net permitem relações lucrativas que estão apenas começando.

A lei do sonho ou poupar é decorrência da lei da circulação. Se a circulação acelerada não para dia e noite, sete dias por semana, durante o ano inteiro em todo o planeta, é natural que se reserve uma parte de cada ganho para continuar nessa roda circulante de forma que se siga negociando e obtendo lucros.

Publicidade
Publicidade

Quem não tem sonhos, não tem motivos para viver. Para que os sonhos possam ser realizados, é preciso começar a poupar, dando valor a unidade, ao 1. Programar a realização de sonhos não é programar pesadelos. Isto significa que, ao invés de pouparmos para situações desagradáveis, tais como doenças e desemprego, é necessário poupar para realizações positivas, como aquisição da casa própria, ou compra de um carro novo, ou até mesmo para quem pensa em se casar, programar aquela recepção para ser um motivo de orgulho e felicidade.

Nossos pensamentos estão ancorados em nosso sistema nervoso, em nossas células. Se alguém ficar pensando o tempo todo em poupar para eventualmente gastar com médicos ou remédios, é muito provável que esse pesadelo aconteça, quem pensa que terá desemprego, certamente o terá.

Publicidade

É comum fundadores de #Negócios sonharem para seus filhos aquilo que lhes deu e dá prazer, desejando transferir para geração seguinte. Esse talvez seja um dos grandes motivos de grandes fortunas não se perpetuarem. O sonho é absolutamente individual, pode até ser semelhante ao do pai ou da mãe, mas qualquer pessoa só será realmente feliz se criar e realizar seus próprios sonhos.