Mover-se de um modelo de banco tradicional para um modelo de banco somente digital não é a melhor opção para a grande maioria dos bancos. Além do custo de novos sistemas e a necessidade de fechar ou modificar as sucursais existentes de forma significativa, o impacto sobre os clientes atuais pode ser negativo.

Uma alternativa para os bancos tradicionais pode ser um meio-termo, uma oferta que, no todo abraça o digital, fornecendo serviços bancários móveis superiores para atrair e reter novos segmentos, ao lado de serviços bancários padrão simplificados e refinados para satisfazerem uma base de clientes do núcleo.

Espera-se que mais bancos em formato somente digital continuem a ser introduzidos.

Publicidade
Publicidade

Mas, apesar dos ganhos de eficiência e experiência do cliente móvel positivo que pode ser entregue, a escalabilidade pode permanecer indescritível. Até à data, muitos dos bancos digitais mais inovadores não conseguiram gerar um crescimento significativo dos clientes.

Em termos de escala, os bancos tradicionais beneficiam-se de relações estabelecidas, brand equity e visão do cliente que levaram décadas para construir. Em vez de começar do zero, organizações tradicionais podem se mover com o mercado, proporcionando serviços digitais que podem complementar e complementam as soluções atuais.

O desafio para os bancos tradicionais é normalmente o ritmo da mudança.

Enquanto alguns bancos tradicionais podem decidir adquirir empresas somente digitais ágeis (como BBVA fez com a Simple), outras organizações podem construir parcerias com os inovadores de tecnologia, abrindo com eles APIs e criação de laboratórios de #Inovação.

Publicidade

A melhor alternativa para a maioria dos bancos será construir uma instituição digital central, onde a prestação de serviços é centrada em recursos de dispositivo móvel. Por ser ágil e integrada a canais digitais e físicos, as instituições financeiras podem oferecer o melhor dos dois mundos. No entanto, o foco central terá de ser a experiência do cliente.

Por si só, os bancos de varejo estão evoluindo a um ponto no qual a agência se torna uma função de atendimento ao cliente com foco na qualidade de consultas e trans-fronteiras para a venda de outros serviços. Os bancos tradicionais podem ser capazes de transformar a sua oferta de serviço de fragmentados existentes, em uma aerodinâmica cesta de proposição - onde cada cliente é servido na forma que melhor lhes convier, e cada canal é rentável.

Para a ascensão de um banco em formato somente digital, deverá assumir a demanda do consumidor. Há uma inevitabilidade para a centralidade digital e os bancos que saltarem mais rapidamente estarão melhor colocados para lucrarem. #Negócios