Salvador cresceu desordenadamente nas últimas décadas, isso fruto de descasos públicos e de má gestão pública. Gastaram milhões em obras inacabadas e outros tantos em obras que ligam nada a lugar algum. É bem verdade que também foram criadas importantes obras que deram uma maior fluidez no trânsito de nossa cidade como a LIP (Ligação Iguatemi-Paralela), os corredores centrais, a Nova Rótula do Abacaxi, a duplicação da Avenida Pinto de Aguiar, as novas pistas e viadutos do Imbuí, a Via Expressa, a Avenida Gal Costa e pistas importantes como a 29 de março que, quando inaugurada, desafogará e muito o trânsito pesado na região.

Há obras que são necessárias, como por exemplo uma nova pista de acesso para quem vem pela BR 324, no sentido Feira de Santana e precisa ir à Avenida San Martins / Calçada.

Publicidade
Publicidade

Hoje, se você quiser ir a esses locais vindo do Iguatemi, terá que seguir pela Rótula do Abacaxi até o Retiro. Outro acesso seria pegar a BR324 no acesso norte e descer pela Av. Luiz Eduardo Magalhães, pegar o retorno e torcer para não encontrar engarrafamento antes do Túnel na Baixa de Santo António.

Outra obra necessária ao trânsito desta capital seria a construção de uma pista em aclive dando acesso ao bairro do CHOPM, Baixa de Santo António e Cabula, via Avenida Luiz Eduardo Magalhães, para os veículos que chegam da Avenida San Martins e adjacências. Há ali um semáforo que demora muito para abrir e favorece um dos graves problemas de trânsito, os motoqueiros que avançam os semáforos fechados e colocam em risco a vida alheia. Também há os veículos que descem pela pista do acesso norte no sentido Luiz Eduardo Magalhães e encostam na pista da esquerda, aguardando o sinal fechar para seguir ao Cabula para evitarem o retorno mais adiante.

Publicidade

Ao se construir uma alça de viaduto dando acesso para os veículos que vêm da Rótula do Abacaxi, Retiro, San Martim etc., e precisam seguir ao Cabula, CHOPM - 19BC e Hospital Roberto Santos, se eliminaria o semáforo naquela região, dando vazão ao tráfego naquele trecho e evitando acidentes graves com os imprudentes, já que não há uma fiscalização coibitiva naquela região. Há espaço para essas obras no local e também vontade da população nessa obra, já que valorizaria seus imóveis e beneficiaria seus familiares, que convivem diariamente com veículos em alta velocidades em suas portas, colocando em risco seus entes queridos. Enfim, a construção de um viaduto de pequeno porte (duas pistas) em sentido único e a construção de uma pista em forma de 'C' no mesmo trecho - alimentando quem vem da BR / Acesso Norte sentido Calçada e desafogando o trânsito do bairro do Bom Juá/Estação Pirajá e adjacências - facilitaria e muito o escoamento do trânsito. #Opinião