O mercado imobiliário é um setor complexo da economia, pois a cada ação do governo e dos planos econômicos, há uma reposta imediata. Dessa forma, os valores de investimento podem elevar ou retrair conforme a taxa de juros, inflação e acontecimentos que estão fora do patamar tradicional do mercado de imóveis. Há critérios que podem fazer a diferença entre um ano promissor ou de fracasso no índice de valorização e vendas de imóveis. Dentre eles é possível citar: as Olimpíadas 2016 e a política econômica brasileira. Veja a seguir o que esperar do mercado imobiliário para o ano de 2015.

O Governo

O governo do PT segue a política assistencialista.

Publicidade
Publicidade

Nesse aspecto, esse modo de governar, prestando auxílio econômico para os cidadãos das classes D e C, com o objetivo de conseguirem adquirir um imóvel, acelerou e aqueceu a economia, principalmente o setor imobiliário. Entretanto, com as recentes crises financeiras, o Brasil cresceu menos do que o esperado. Hoje vive com uma taxa de juros e inflação considerada moderada, antes era baixa. Fator que causa um receio por parte dos investidores.

Todavia, o PT tem experiência na gestão do país e conta com excelentes administradores e economistas como parte integrante do governo. Por isso, o Brasil encontra-se em uma situação de economia estável. Dessa forma, o Estado irá continuar com as políticas públicas, oferecendo subsídios, empréstimos facilitados, entre outras medidas para que a população possa conseguir comprar o imóvel que deseja.

Publicidade

Os acontecimentos

Os acontecimentos programados para 2014 até 2016 interferem na questão imobiliária de 2015. Por exemplo, é possível citar a Copa do Mundo em 2014 no Brasil, em que foram feitas diversas mudanças infraestruturais que aumentaram o valor dos imóveis.

Além disso, em 2016 acontecerá no Brasil, especificamente no Rio de Janeiro, as Olimpíadas. Assim, serão feitas modificações na infraestrutura urbana, valorizando os imóveis. É importante ressaltar que, mesmo sendo um evento local, os turistas irão conhecer diversos lugares do Brasil, tornando necessária uma reestruturação em nível nacional. Essas mudanças começam a ser feitas em 2015. Logo, a simples especulação já aumenta o valor dos imóveis.

Aumento, estabilização ou queda

Como se trata apenas de uma especulação dos valores dos imóveis em 2015, alguns acreditam na valorização, a maioria na estabilização e outros em uma diminuição do valor do imóvel. Os primeiros se baseiam no pensamento positivo do governo Dilma, já a maioria utiliza a razão, baseada em números, entendendo que o valor irá estabilizar ou terá um leve aumento devido à reformulação da infraestrutura que valorizou os imóveis.

Publicidade

Já os que preveem a diminuição do valor tem por base a ideia da queda do número de pessoas interessadas em adquirir imóveis devido ao aumento taxa de juros e a inflação.

Portanto, não é possível afirmar como estará o mercado imobiliário em 2015. Mas, os números e as estimativas confirmam uma grande possibilidade de estabilização e um leve crescimento do valor e da venda de imóveis. Dessa forma, é recomendável é efetuar uma compra já no início do ano e esperar que o imóvel seja valorizado. Caso não haja esse aumento, uma regressão do valor é uma possibilidade é remota. Logo, a tendência do mercado tanto para 2015 quanto para os próximos anos é obter o máximo de valorização dos imóveis. #Negócios #Opinião