No período de 17 a 23 de novembro de 2014 ocorreu a Semana Global do Empreendedorismo (SGE). No Brasil, inúmeras ações realizadas para estímulo ao empreendedorismo ocorreram, com grande foco a partir de outubro. Em Brasília, ocorreu a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, no Parque da Cidade, em Outubro, e o mês de Novembro é encerrado com uma incrível feira promovida pela Universidade de Brasília (UNB), nos dias 28 e 29 de novembro.

A 6ª. Feira de #Negócios e #Inovação promovida pela UNB contou com a participação de 3,8 mil estudantes da universidade, mostrando ideias inovadoras de diversas áreas temáticas e também projetos de pesquisa de professores da universidade, com destaque para aplicação na área de saúde.

Publicidade
Publicidade

Uma das pesquisas permitirá ajudar pessoas com diabetes e outra é voltada para a gestão da ocupação de leitos de hospitais públicos, bastante conveniente para a crise em que se encontra o País. Várias inovações foram apresentadas relacionadas ao turismo, #Educação, entretenimento, dentre outros, resultando em mais de 100 planos de negócios. É difícil imaginar como o Brasil aparece com zero de participação em inovação, no ranking global. Se desses 100 planos de negócios resultarem 25 startups de sucesso, já poderíamos considerar um progresso bastante significativo no viés inovação.

Ainda em 28 de novembro, teve início a etapa nacional do Desafio Universitário, evento promovido pelo Sebrae em que os participantes exercitam o empreendedorismo, buscando soluções rápidas e criativas. Os estudantes classificados para essa etapa estadual estão concentrados em Brasília, participando de vários combates virtuais e presenciais, até o dia 02 de dezembro, quando serão selecionados os vencedores.

Publicidade

A UNB foi classificada para essa etapa final.

Aconteceu, em novembro, na capital federal, a etapa de estudos e reflexões sobre a cartografia jovem e urbana de Brasília, denominada Retrato Brasília, sob a ótica do Empreendedorismo. Nesse terceiro encontro de debates, é reforçada a ideia de que empreender é um ato coletivo e apresenta diversos modelos criativos, seja na música, arte, turismo, gastronomia e cujos temas refletidos são bastante relevantes para o círculo empreendedor. Um desses temas trata-se do Crowdsourcing & Crowdfundingque reforça o processo colaborativo como uma tendência de mercado.

Assim, inicia Brasília, a capital do País, a quebrar o paradigma de cidade especializada em estudos voltados para o funcionalismo público e, decorrente da inquietude de uma nova economia, imerge em ações criativas para alavancar a inovação nos negócios.