O processo de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2014 está perto do fim. Nesta segunda-feira (8), a Receita Federal liberou às consultas ao sétimo - e último - lote do processo. Neste ano, a entrega precisou ser realizada até o dia 30 de abril.

Os contribuintes que consultarem a relação e não encontrarem seus dados no lote devem ficar atentos pois, certamente, caíram na famosa "Malha Fina". É necessário acessar o extrato da declaração - disponibilizado pelo e-CAC (Central Virtual de Atendimento da Receita Federal) e descobrir por quais motivos não passaram pela análise.

A consulta é feita gratuitamente, através dos seguintes canais: mediante a informação do número do CPF do contribuinte, pelo site da Receita Federal; pelo telefone 146, também informando o CPF; ou ainda pelos aplicativos disponibilizados para tablets e smartphones com os sistemas Android e iOS.

Publicidade
Publicidade

Ao confirmar a liberação da restituição, o contribuinte tem o prazo máximo de 12 meses para fazer o resgate do valor. Caso este período seja ultrapassado, é preciso solicitá-lo através de requerimento oficial, tanto via e-CAC, como via Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição. Este formulário pode ser acessado pelo Extrato do Processamento da DIRPF.

Regularmente, a Receita Federal libera sete lotes de restituição, com início em junho e término em dezembro. Após estes, são disponibilizados os lotes residuais, que concentram as contribuições que caíram na "Malha Fina", já corrigidas. Nestes casos, os valores são liberados conforme a correção e entrega das declarações. Portanto, quem ainda não teve a restituição liberada, deverá ficar atento aos próximos lotes, que são os residuais.

Publicidade

Caso algum contribuinte verifique e constate que não foi incluído em nenhum dos lotes, e muito menos caiu na "Malha Fina", basta dirigir-se a qualquer agência do Banco Brasil, ou ainda entrar em contato pelo 4004-0001, para as capitais ou 0800-729-0001, para o restante do país. Contribuintes que possuam deficiência auditiva podem utilizar o número 0800-729-0088. #Governo