Conforme está escrito na constituição, o #Governo tem o direito de cobrar imposto para a manutenção dos órgãos públicos, mas principalmente para devolvê-lo à população em forma de benfeitorias. Com a quantia mensalmente arrecadada, os brasileiros deveriam ser os primeiros nas esferas mundiais em matéria de: educação, saúde, segurança, manutenção de suas estradas e mais uma centena de benfeitorias.

Conforme ainda a constituição vigente, com os impostos cobrados o estado passa a ter a obrigação de nos proporcionar uma melhor qualidade de vida, moradia e lazer. Mas esta obrigação acaba nas palavras vãs de homens "sérios", que um dia impregnaram a mente dos eleitores com suas "boas" intenções, convencendo-os em pleito ocorrido a eleger-lhes para que em seus mandatos fossem fornecidos à população o que lhe é de direito.

Publicidade
Publicidade

Isso para por aqui, assumindo o cargo nada é cumprido e pontos são colocados em todos os questionamentos, exclamação, interrogação e finalmente o ponto final. Olhem aqui, estou avisando para vocês, meus eleitores que nada posso fazer, não existe dinheiro e com quem me elegeu não adianta reclamar, o único dinheiro que não pode faltar é aquele para o meu desproporcional salário pagar.

Está escrito em forma de lei e por isso mesmo o retorno deveria ser garantido aos contribuintes, sem contar que a tal arrecadação de impostos, que se torna chacota na boca daquele que deveria aos eleitores representar e os milhões que todo mês são confiscados dos bolsos inocentes dos trabalhadores nunca explica aonde foram parar.

Infelizmente não se pode falar abertamente, porque provavelmente enfrentará um processo se dizer que foram usados para compras de mansões ou carros de luxo, ou ainda, guardados em casa, mofando dentro de uma gaveta sem o poderem usar e o pobre que passa necessidade, só o que pode fazer é sentir felicidade quando a polícia prende os larápios pensando em devolver aos cofres públicos os valores surrupiados.

Publicidade

Mas que desperdício de tempo, só falta gargalharem, por leis esdrúxulas, votadas justamente a seu favor, estão em pleno exercício do poder a eles conferido nas urnas e por isso se encontram blindados amparados na lei tal, artigo tal e com a cara de santo do "pau oco" juram a maior inocência, que eles nunca viram aquela dinheirama que está em sua casa guardada. Muitas vezes são notas novinhas, recém saídas da casa da moeda, que nem mesmo chegaram a entrar em circulação, mas como não podem ser presos, em altos brados gritam furiosos que isso é coisa da oposição que pretende desmoralizá-los. O povo brasileiro, que espera pelo mínimo, ouvindo e vendo essas bandalheiras sentem-se envergonhados, pois ao eleger-lhes em votos de confiança tornaram-se coniventes com os mesmos, que por certo nunca pensaram em reger as leis e sim delas se beneficiarem. Nunca pensaram fazer cumprir aquilo que seria obrigação do Estado. Não, eles não querem nem saber, se fartam em grandes potes de mel, que para eles vem recheados com enormes cifras monetárias, e os brasileiros "que disso são os culpados" enquanto catam lixo para o sustento, escutam diariamente o dito cujo em rádio e televisão ostentar sem a menor vergonheira, entre sorrisos galhofeiros o seu status, status que nas urnas, pelos próprios brasileiros em voto de confiança, lhes foi proporcionado.

Publicidade

E o pior é que todos os dias ouvimos falar, para uma melhor condição de governar, vamos ter que os impostos aumentar. #Eleições