O Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, anunciou um pacote de medidas que deve aumentar a arrecadação do governo em R$ 20,7 bilhões nesta segunda feira 19/01. Este pacote, mais uma vez, afeta o bolso do brasileiro contribuinte, já que consiste em aumento de impostos. Nenhuma medida como redução de Ministérios ou de gastos públicos foram anunciadas.

São quatro medidas. A primeira vai atingir o setor de cosméticos pois equipara o setor atacadista ao industrial na incidência de IPI. Só com essa medida a arrecadação deve aumentar em R$ 381 milhões. A segunda altera de 9,25% para 11,75% a alíquota do PIS/COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) sobre a importação.

Publicidade
Publicidade

Já a terceira restabelece a cobrança de IOF, que são operações de créditos de pessoas físicas, passando de 1,5% para 3%. A pior mesmo é a quarta medida, que vai afetar o preço dos combustíveis. Nela o PIS/COFINS e a CIDE (Contribuição de Intervenção no Domínio Público) juntas vão gerar um aumento de R$ 0,22 na gasolina e R$ 0,15 no diesel. Neste caso podemos ter aumentos em outros produtos já que grande parte da distribuição depende do transporte terrestre.

Ontem (19) a Presidenta Dilma Rousseff vetou a correção de 6,5 % na tabela de imposto de renda das pessoas físicas. Esta correção havia sido aprovada pelos senadores em dezembro e aguardava aprovação presidencial através da Medida Provisória 656/2014.

O brasileiro, mais uma vez, tem que arcar com os custos de um governo que não consegue gerir suas próprias contas.

Publicidade

Enquanto isso os sistemas de educação, saúde e segurança continuam cada vez piores. Segundo o impostômetro (site que acompanha a arrecadação de impostos), desde primeiro de janeiro até o dia de hoje (20/01) já foram arrecadados mais de R$ 125 bilhões.

Se tem uma coisa que este governo fez muito bem foi conseguir aumentar a arrecadação de impostos ano após ano. Até quando nossa população vai aceitar pagar as contas e não ter sequer os direitos básicos assistidos pelo governo, direitos esses que deveriam ser garantidos segundo nossa Constituição?