A inflação teve uma forte alta e tem preocupado toda a população do Distrito Federal. No mês de janeiro é quando chegam os impostos IPVA, IPTU, mensalidades e materiais escolares, além de outros tributos. Tudo isso faz os preços subirem assustando ao consumidor que precisa reavaliar seus gastos para não começar o ano endividado.

Não é pessimismo, pelos acontecimentos do momento tudo indica que 2015 será um ano difícil e de grande arrocho financeiro. Pela previsão dos economistas o IPCA em janeiro deve chegar a um patamar de mais de 0,78% ao mês.

Além disso, o comércio do DF está com um volume muito grande de mercadorias, tendo em vista o atraso no pagamento dos servidores do GDF, muitos deles até hoje ainda não receberam o salário do mês de dezembro/2014, nem o décimo terceiro e férias, o que levou muitos servidores a adiarem suas compras e fazerem redução no consumo de alguns produtos.

Publicidade
Publicidade

A situação não esta pior porque no Distrito Federal estão aqui os poderes da esfera federal e distrital, e os servidores públicos federais receberam seus salários normalmente. Sabemos que com o aumento do salário mínimo todos os preços dos produtos e serviços já foram ajustados elevando assim ainda mais a inflação, que no final do ano passado ficou na variação e fechando o IPCA em 6,29% em Brasília no mês de dezembro.

O preço da cesta básica teve uma forte alta em seus produtos e já sentimos no bolso essa alta de preço de produtos essenciais para o dia a dia. A tendência é que os preços fiquem ainda mais caros, pressionados nos próximos meses principalmente pelos alimentos, por causa do clima e muitos produtos que estão na entre safra.

Sabemos que não só no DF, mas em todo o país as pessoas estão preocupadas com a inflação.

Publicidade

Quem viveu há algumas décadas sabe o que é isso, como é difícil ver seu salário sendo engolido pela inflação, as donas de casa tendo que fazer uma lista de compras e ver quais produtos é mais importante para comprar somente o necessário. Ninguém merece passar por tudo isso de novo.

Por isso, é quase impossível a meta de inflação proposta pelo governo para esse ano ser alcançada, cabe a cada cidadão fazer sua parte economizado e evitando gastos desnecessários. #Negócios #Opinião