A Bolsa de Valores de São Paulo registrou nesta quarta-feira (28) uma queda de 1,85%, recuando para 47.694 pontos. A despencada do valor das ações da #Petrobras foi grande responsável pela queda do índice Ibovespa. As ações preferenciais tiveram queda de 11,21%. O episódio coincide com a divulgação do balanço do terceiro semestre da empresa.

Com dois meses de atraso, a Petrobras divulgou na madrugada desta quarta o balanço do terceiro trimestre de 2014. Os números mostram que a empresa teve lucro de R$ 3,087 bilhões, o que significa uma queda de 38% em relação ao período anterior. Isso sem levar em conta o rombo da corrupção apontado na Operação #Lava Jato, da Polícia Federal.

Publicidade
Publicidade

Analistas de mercado argumentam que o balanço vai impactar negativamente nos mercados, já que não levou em consideração as denúncias de desvios. Isso após a empresa sinalizar que as perdas seriam incluídas na divulgação dos resultados.

A baixa no valor dos papéis da petrolífera brasileira nesta quarta-feira foi a maior desde outubro de 2014, de acordo com informações da Economatica. A Petrobras perdeu R$ 13,9 bilhões em valor de mercado no dia, passando de R$ 128 bilhões para R$ 114 bilhões. Em setembro do ano passado, o valor de mercado da empresa era de R$ 310,9 bilhões.

As ações da Petrobras caíram também nos Estados Unidos, com queda de 11,7% na bolsa de Nova York. Ou seja: queda ainda maior no mercado internacional, o que desvaloriza ainda mais a companhia perante o mundo.

Publicidade

Perdas

A Petrobras chegou a apresentar um cálculo das perdas na reunião do Conselho de Administração da companhia, que sinalizava uma baixa de R$ 88,6 bilhões só com corrupção, mas não foi considerado na apresentação do balanço.

De acordo com a presidente Graça Foster, a metodologia usada "não foi adequada" para se chegar a esse valor. Ela explica que "o ajuste contemplaria diversas parcelas, com naturezas distintas, o que se tornou difícil de ser quantificado individualmente". A estatal informou que "será feito novo cálculo para avaliar os efeitos desse impacto no balanço".

E você, acha certo que a Petrobras 'mascare' seus resultados?