O Prouni foi criado com o intuito de integrar todas as camadas da sociedade à #Educação. O Programa Universidade para Todos já formou mais de 400 mil profissionais pelo Brasil afora. 

Tendo sido criado em janeiro de 2005, o Programa Universidade para Todos (Prouni), destina bolsas de estudo integrais ou de 50%, formando uma autêntica parceria entre o governo e as instituições de ensino privadas. Os beneficiados - que se encaixam em pré-requisitos de formação escolar e renda mensal familiar - após realizarem o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e obtiverem o mínimo necessário para aprovação (não tirar zero na redação e somar no mínimo 450 na nota das provas), passam por dois processos seletivos: o processo regular e o processo remanescente, sendo o regular realizado no primeiro semestre do ano e o remanescente no segundo.

O sucesso do Prouni se explica em parte pela imensa legião de brasileiros que buscam estudar e formar-se para galgarem melhores empregos e ascensão nas empresas em que trabalham, ou no mercado de trabalho.

Publicidade
Publicidade

Este novo Brasil é altamente competitivo e está nivelando, aos poucos, as pessoas de todas as classes desde que se disponham a estudar, adquirindo novas profissões com formação acadêmica.

Neste período de dez anos de funcionamento do Prouni, 1.497.180 bolsas foram concedidas, sendo que desse total, 562.551 estão ativas, conforme informado pelo Ministério da Educação (MEC).

Quando foi instituído, em 2004, numa iniciativa do governo federal, destinava-se a suprir uma grande demanda por vagas no Ensino Superior, que era abrangida pelo ensino público.

No ProUni, cerca de 40% das vagas são para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Conforme dados do último Censo da Educação Superior, em 2013, cerca de 2 mil eram para as instituições privadas. Neste ano, informa o MEC, 1.182 instituições, mais da metade, participavam do programa.

Publicidade

O Prouni é um programa de bolsas de estudo integrais e parciais destinadas a instituições particulares. As integrais destinam-se para estudantes com renda bruta familiar de até um salário mínimo e meio. Por sua vez, as bolsas parciais são destinadas a candidatos cuja renda bruta familiar seja igual ou inferior a três salários mínimos por pessoa. Os estudantes egressos do Ensino Médio da rede pública ou da rede particular são o público a quem se destina esta modalidade.