Quem ainda aguarda a restituição do IR por ter caído na 'malha fina' deve ficar atento. Nesta terça-feira (27), a Secretaria da Receita Federal divulgou que as consultas ao lote residual de janeiro estarão disponível já nesta quarta-feira (28), a partir das 9h00. Ainda segundo a Receita, os pagamentos referentes ao lote serão efetuados na próxima sexta-feira (30). Vale dizer que terão direito à restituição os contribuintes que foram bloqueados pelo Leão, porém, que acertaram as contas com o Fisco e tiveram suas declarações aceitas e liberadas.

Deve-se frisar que houve um atraso na liberação das consultas, neste mês: usualmente, a Receita disponibiliza as consultas sempre até o dia 10, com pagamentos programados para o meio do mês. Porém, com o momento atual da economia brasileira, no qual o #Governo luta para reequilibrar as contas públicas, o atraso às consultas e, consequentemente, pagamentos, foi necessário e pontual.

Para consultar o lote residual - após sua liberação - o contribuinte deverá acessar o site oficial da Receita Federal. Quem preferir, pode ter acesso à consulta pelo telefone, no número 146. Também é possível realizar a consulta pelo aplicativo disponibilizado em smartphones e tablets.

No período de janeiro a maio, a Receita efetua a liberação dos lotes residuais referentes aos exercícios anteriores, para aqueles contribuintes que caíram na 'malha fina'. De junho a dezembro, são liberados os lotes tradicionais, porém, contando ainda com algumas restituições pendentes, de exercícios anteriores.

O valor total das restituições dos lotes residuais é de 941 milhões de reais. Em janeiro de 2014, o total pago aos contribuintes que caíram na malha foi de 160 milhões de reais. No mês mesmo, porém em 2013, o valor total restituído foi de 198 milhões de reais.

Contribuintes que não tiveram seus nomes presentes n os lotes tradicionais e desejam saber se foram retidos pela 'malha fina', devem visitar o site da Receita Federal e consultar o extrato do IR, disponibilizado pelo e-CAC (Cetro Virtual de Atendimento). #Finança