Apple e Bovespa, comparação econômica. O fato de saber que as empresas tecnológicas brasileiras não se comparam aos empreendimentos tecnológicos dos Estados Unidos deixa de ser novidade. Porém, ao analisar que apenas uma marca (Apple) vale mais do que todos os nomes empresariais presentes na Bovespa, é possível tomar um verdadeiro susto!

Apple US$ 727 bilhões e Bovespa US$ 723 bilhões

Apple vale mais do que todas as empresas da Bovespa, conforme indica o levantamento da consultoria denominada “ECONOMATICA”. No dia 11 de fevereiro (2015) a marca de Steve Jobs foi estimada em 727 bilhões de dólares contra 723 bilhões de dólares referentes às empresas brasileiras.

Interessante notar que, conforme a média da valorização de Apple e Bovespa entre 2002 e 2015, se pode dizer que a diferença aumenta em favor dos norte-americanos progressivamente.

Apple e Bovespa - números comparativos

Conheça alguns dados econômicos da comparação entre Apple e Bovespa:

  • Apple apenas começou a valer mais que a Bovespa em fevereiro de 2015.
  • De 2008 a 2012 a Bovespa teve recorde na queda do número de empresa, ficando no mesmo patamar que Mongólia e Vietnã.
  • Bovespa valia por volta de 723 bilhões de dólares enquanto a Apple já tinha 4 bilhões de dólares na frente, ou seja: 727 bilhões de dólares, aproximadamente (11 de fevereiro).
  • De acordo com o estudo que fez o levantamento entre Apple e Bovespa, em termos teóricos a empresa norte-americana poderia arrecadar as empresas na Bolsa, neste histórico 11 de fevereiro.
  • No dia seguinte, ou seja, 12 de fevereiro, a empresa de tecnologia com símbolo de maça recebeu avaliação de mercado na casa dos 736 bilhões de dólares, contra 739 bilhões de dólares, assim aponta a reportagem do G1 Economia.
  • De queixo caído! Você sabia que no último dia de dezembro de 2002 a Apple valia apenas 5 bilhões de dólares? Neste mesmo período, logo antes de Lula e o PT (Partido dos Trabalhadores) assumirem a presidência da República, a Petrobrás era avaliada em 15 bilhões de dólares (aproximados), e, as empresas da Bovespa, por volta de 102 bilhões de dólares.

Para vocês, estimados leitores, o que o Brasil deve fazer para se livrar desta posição vexatória em macroeconomia? Apple valorizou mais que Bovespa e pode aumentar a distância no curto-prazo – fiquem de olho, caros investidores. #Finança