O final de semana no estado paranaense foi marcado pelo aumento significativo nas bombas de combustível. No sábado (31), alguns postos vendiam o litro da gasolina por R$ 3,09. Porém, após o aumento do combustível entrar em vigor no domingo (1), novos valores começaram a ser vistos pelos consumidores, chegando a R$ 3,30 o litro.

Em Foz do Iguaçu, lar das famosas Cataratas do Iguaçu, o consumidor que já estava pagando R$ 3,07 no combustível, levou um susto ao iniciar a semana tendo que desembolsar R$ 3,26 por litro de gasolina colocada em seu automóvel, e em alguns locais o mesmo litro chega a custar R$ 3,37.

O aumento da gasolina em 7,83% nas refinarias já havia sido anunciado pela Petrobrás, porém o Governo Federal anunciou o reajuste das alíquotas de PIS/Confins, reduzindo o valor dos impostos pagos, para que dessa forma um aumento maior não chegasse no bolso dos consumidores e não afetasse a inflação.

Publicidade
Publicidade

Além da gasolina, o etanol também sofreu um aumento e, de acordo com declarações de alguns donos de postos na cidade de Londrina, interior do Paraná, onde o litro do etanol está sendo vendido a R$ 2,30, o aumento nas bombas é responsabilidade de usinas e distribuidoras, uma vez que elas aumentaram o valor do produto. Os postos que ainda não haviam reajustado o valor, sofreram com filas de automóveis durante o final de semana.

"O álcool que seria uma opção para fugir dos preços altos da gasolina não serviu de consolo, porque também ficou caro. Tudo é a gente que paga, é ridículo", reclamou Rebeca, diretora escolar.

Apesar de ocorrer o aumento nesse início de ano, as previsões não são muito favoráveis para o consumidor, uma vez que no mês de maio o Cide, contribuição para regular o preço dos combustíveis que não é recolhido desde 2012, voltará a ser cobrado em sua totalidade, aumentando assim o valor do combustível.

Publicidade

A #Petrobras emitiu um aviso de que não vai reter o aumento dos impostos propostos pelo governo, porém o valor será aplicado nas distribuidoras. Desse modo, de acordo com o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), a gasolina custará nas bombas entre R$ 2,90 e R$ 3,49.

"Isso é culpa da má administração do governo. Uma vez que os valores roubados no esquema de corrupção, tem caído na conta da população. Isso não é justo", lamenta um consumidor.