Na próxima semana Pepe Vargas, ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, irá se reunir com parlamentares para discutir as novas medidas propostas pelo Executivo, quanto às mudanças nos benefícios previdenciários e trabalhistas.

Algumas mudanças de acesso à concessão dos seguros defeso e #Desemprego, pensão por morte, auxílio-doença e quanto ao abono salarial, foram alteradas pelas medidas provisórias 664 e 665 e estão sendo amplamente criticadas por partidos de oposição, bem como bases sindicais e integrantes do Congresso Nacional que são da própria base do governo atual.

Vargas se reunirá na semana que vem com líderes de base política que integram o Senado e a Câmara de Deputados, objetivando traçar estratégias para que as medidas sejam efetivamente implantadas.

Publicidade
Publicidade

Na ocasião, os convidados presentes ajudaram Pepe na apreciação das propostas diante dos atuais entraves impostos pela novas mudanças nas concessões dos benefícios.

Na terça-feira (25), a agenda do ministro-chefe se inicia com um café da manhã no Senado com os líderes dos partidos de apoio ao governo. O almoço será na Câmara, com os líderes partidários.

Contudo, na quarta-feira (26), no período da manhã, Pepe se reunirá com senadores que fazem parte do chamado bloco de apoio, integrando os partidos do PT, PCdoB e PDT.

Alguns outros ministros também farão parte dos encontros para discussão das novas medidas previdenciárias e trabalhistas, como é o caso do ministro do #Trabalho e Emprego, Manoel Dias, Ministro da Previdência Social Carlos Gabas, ministro da Secretaria-Geral Miguel Rossetto e o ministro Nelson Barbosa, responsável pelo Planejamento, Orçamento e Gestão.

Publicidade

Esta agendada para o dia 25 de fevereiro uma nova reunião, em que o Governo espera que as entidades sindicais apresentem uma proposta formal referente as novas medidas. Entidades trabalhistas também reivindicaram durante a semana passada, que parlamentares devolvessem ao Executivo as novas medidas provisórias referentes as mudanças previdenciárias e trabalhistas.