Tomou posse nesta terça-feira (24), a ex-ministra do Planejamento, Orçamento e GestãoMiriam Belchior que substituirá Jorge Hereda que ocupava o cargo há quatro anos. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira.

Formada em engenharia de alimentos pela Unicamp a nova presidente do banco tem mestrado em administração pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Foi professora da Universidade de São Paulo - lecionava na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade. De 1997 a 2000 ela exerceu o cargo de secretária de Administração e Modernização na cidade de Santo André, São Paulo.

No ano de 2001 até o final de 2002 foi da secretária de Habitação e Inclusão Social. Em 2002 seu marido, ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel foi assassinado. No mesmo ano ela participou da equipe de transição do primeiro governo Lula.

De 2003 a 2004 foi assessora especial do presidente. No mesmo ano foi para a Articulação e Monitoramento da Casa Civil, onde era subchefe. No ano de 2007, foi para a Secretaria Executiva do PAC, programa de aceleração do crescimento onde em 2010 tornou-se coordenadora geral, antes de ir para o ministério do Planejamento.

Miriam Belchior poderá ser responsável pela abertura de capital da instituição. Isso significaria que as ações do banco passariam a ser negociadas na Bolsa de Valores. A informação da abertura de capital da Caixa Econômica Federal foi anunciada ainda ano passado pela presidente Dilma que na ocasião disse que seria um processo lento e gradual. No seu discurso de posse ela se emocionou e disse que quer melhorar o desempenho dos serviços do banco para que ele continue a atender milhões de brasileiros. Em relação a abertura de capital Miriam disse não poder prever nada, afina antes de qualquer medida deve ser feito um levantamento da atual situação do banco.

A Caixa é o maior banco totalmente público da América Latina, é responsável pelo financiamento de mais de 70% dos imóveis no Brasil, além de operar o Bolsa Família, PIS, FGTS, Seguro-desemprego, FIES e o programa Minha Casa Minha Vida. #Dilma Rousseff #Finança