Depois do aumento da gasolina em todo o Brasil, tem muita gente repensando sua maneira de deslocamento pelos grandes centros e até mesmo em cidades do interior. O reflexo do reajuste está em todos os setores da economia, quer seja ele no campo, indústria ou transporte de mercadorias e pessoas. Para isso, algumas sugestões para driblar a situação são sempre bem-vindas:

- Se você usa o veículo apenas para se deslocar de casa para o trabalho diariamente, busque parcerias para caronas. Neste caso não se trata de carona solidária, e sim, aproveitar a carona de alguém do seu trabalho que estiver indo ou voltando em horários próximos, dividindo os custos com esta pessoa.

Publicidade
Publicidade

Em outros dias da semana o mesmo pode ocorrer com você para não sobrecarregar o outro. Esta medida tiraria um carro a mais do trânsito, não poluiria tanto o ar e, de quebra, geraria economia no fim do mês;

- Avalie se é possível usar bicicleta nos trajetos diários. O inconveniente é em dias de chuva ou de muito sol. Ainda assim, caso esteja disposto a optar por este meio alternativo de transporte, leve consigo uma garrafa de água e use muito filtro solar, além de equipamentos de segurança como caneleira e capacete adequado;

- Com o preço da gasolina passando dos R$3, praticamente equiparou o valor da passagem de ônibus urbano. Neste caso abriu-se uma vantagem, tendo em vista que os reajustes anuais neste setor já foram concedidos. Ou seja, mesmo que o diesel, álcool ou gasolina aumentem ainda mais, este custo não será repassado ao passageiro pelo menos até o início de 2016; #Automobilismo #Dicas

- Para reduzir o deslocamento nas tarefas diárias, busque fazer as compras em locais próximos, pense buscar um emprego mais próximo de sua casa, assim como seus filhos, que poderiam estudar em escolas mais próximas.