O acesso à informação se tornou mais fácil, porém o cotidiano do consumidor mais complexo e dinâmico. Novos padrões de consumo têm expressado um grande desafio para ofertantes mundiais de alimentos. Preocupações quanto dos consumidores quanto a fatores socioambientais e segurança alimentar têm direcionado a produção e oferta para uma dinâmica mais sustentável da oferta em diversos seguimentos agroalimentares.

Cadeias tradicionais têm vivenciado uma verdadeira revolução para melhor participar deste mercado mais competitivo. Consumidores mais bem informados e conscientes do seu papel têm exigido e direcionado o consumo para alimento que respeite o ambiente, que leve em consideração a dignidade humana nos processos produtivos.

Publicidade
Publicidade

Estes fatores têm direcionado a oferta para um agroalimentar para busca de mais notoriedade dos produtos e processo de forma a culminar com a exploração de valores mais éticos e sustentáveis na produção.

Mas, sobretudo na comunicação de valores intangíveis diferenciando-se neste mercado mais agressivo. Um conjunto de elementos chaves tem contribuído para esta diferenciação e notoriedade e resposta eficiente as novas exigências do consumidor. Assim, as certificações privadas são tidas hoje como fundamental para um contexto dinâmico que a sociedade usa para advertir os processos e produtos direcionando os processos produtivos para responder eficientemente. Formalizada por em regras formais estas certificações traz um conjunto de informações intrínsecas destes processos que tem potencial para diferenciar os produtos os posicionando para mercados de nicho agregando valor.

Publicidade

No entanto, ainda há uma grande necessidade de explorar estes elementos intrínsecos de forma coerente. Os consumidores, muitas vezes, esbarram em conceitos técnicos demais das propagandas cada vez mais elaboras e distante da realidade cotidiana do consumidor que dispõem de pouco tempo para escolha e acaba sendo persuadido mais e mais por informação incompleta que valoriza a imagem e não o conteúdo. Facilidade de acesso a informação há, tempo para busca depende do interesse da cada um. Se o consumidor busca praticidade há, se procura diferenciação há, se o consumidor procura sustentabilidade e ética há alguém disposto a responder por esta necessidade.

As mudanças para alguns podem representar desafios, para outras oportunidades, mas de nada adianta se esta oportunidade não for transformada em resposta visível para quem a demanda. Assim, não adianta apenas entender de que o consumidor tem fome e sede se não poder responder de forma simples e entendível. #Agricultura