O mercado de emprego nos mais variados locais do mundo conta com uma grande dinamicidade, o que faz com que as profissões do momento mudem. E para quem deseja trabalhar nos Estados Unidos é bom ficar de olho nas carreiras em alta e em queda por lá.

Foi publicado um levantamento feito pelo site norte-americano CarrerCast com as atuações profissionais que no ano de 2015 estão tendo uma maior procura e campo de #Trabalho nas empresas dos Estados Unidos. Se você deseja ir para lá, melhor ficar de olho.

Carreiras em alta nos Estados Unidos em 2015

A área de exatas se refere a mais promissora nos Estados Unidos neste ano em suas várias modalidades, com uma perspectiva geral de 25% de crescimento com salário ao ano de 94 mil dólares.

Publicidade
Publicidade

Ainda no ramo das exatas, a listagem menciona carreiras em alta quanto a necessidade, a exemplo do Matemático, com crescimento estimado de 26% e salários anuais acima de 100.000 dólares, e também o Estatístico que terá um crescimento semelhante com salário anual em torno de 80.000 dólares.

Outra área com boas perspectivas de emprego nos Estados Unidos são os relacionados com a saúde em carreiras como a de Fonoaudiologia, com crescimento de 33% na sua necessidade e salários anuais de 71.000 dólares, e ainda o Higienista Dental, com uma possibilidade de crescimento de 31% e salários anuais semelhantes aos da fonoaudiologia.

Existem ainda neste aspecto profissões com tendências positivas para o ano de 2015 nos Estados Unidos, como de Engenheiro Biomédico, Cientista de dados, Engenheiro de Software, Terapeuta Ocupacional e Analista de Sistemas Computacionais.

Publicidade

Carreiras em baixa nos Estados Unidos em 2015

Por outro lado, variadas profissões estão vivenciando nos Estados Unidos uma baixa importante, como Repórter de Jornal, com salário anual de 37.000 dólares e queda de 13% em seu crescimento, bem como o Fotojornalista, com crescimento de 1,67% e salários anuais de 29.000 dólares.

No ramo da gastronomia, existem profissionais em queda, como o cozinheiro, contando com crescimento de 3% no seu mercado e salário anual de 42.000 dólares. Já outras profissões que integram esta listagem das carreiras em baixa são lenhador, militar alistado, taxista e até mesmo bombeiro. #Desemprego #Dicas