Mais uma afirmação do Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, foi alvo de polêmica. Ao ser questionado por um jornalista a respeito da possibilidade da inflação bater o teto da meta em 2015, diante dos resultados negativos divulgados nesta quarta-feira (08), o ministro teria respondido enfaticamente com um "com certeza".

Após a afirmação polêmica, Levy pôs-se a falar sobre a confiança do governo no Banco Central, que estaria tomando todas as medidas necessárias para combater a inflação. Além disso, o ministro afirmou que o Banco tem sido 'absolutamente completo em suas explicações' acerca do tema, o que dá conforto à equipe econômica.

Publicidade
Publicidade

Os jornalistas, surpresos com a resposta do ministro, questionaram se ele realmente havia afirmado que a inflação seria maior que o teto da meta. Em tom de brincadeira, Levy respondeu que o 'com certeza' referia-se ao fato de que ele responderia, sim, à pergunta do primeiro jornalista, pedindo desculpas pelo mal entendido.

Essa não é a primeira vez que Joaquim Levy precisa se retratar por afirmações feitas publicamente. Em 23 de janeiro, o ministro da Fazenda afirmou, em entrevista à 'Financial Times', que o programa de seguro-desemprego brasileiro era completamente ultrapassado. Na ocasião, a assessoria de imprensa da Fazenda soltou uma nota afirmando que a expressão utilizada por Levy ("completely out of date") queria dizer que havia necessidade de que o debate sobre a modernização das regras do benefício deveria ser ampliado.

Publicidade

Em outro de seus "escorregões", o ministro afirmou, em entrevista na Suíça, no dia 21 de janeiro, que o Brasil poderia ter um trimestre de recessão, mas que isso não tinha relação nenhuma com o crescimento do país. Mais uma vez, a assessoria se manifestou, afirmando que Levy teria usado a palavra 'recessão' incorretamente, no lugar de 'contração'.

Apesar do pouco tempo como ocupante do cargo máximo do Ministério da Fazenda, o ministro Joaquim Levy já conta com um portfólio de afirmações infelizes, algumas relacionadas, inclusive, à atuação da presidente Dilma Rousseff como chefe do Executivo do país.