Nesta terça-feira, 12, a Caixa Econômica Federal orientou suas redes de agências e correspondentes bancários a suspender todos os novos pedidos de financiamentos imobiliários com recursos da caderneta de poupança, pois houve um recorde de saques, reduzindo o poder desta linha de crédito.

Estima-se que nos últimos meses no Brasil, aproximadamente R$ 8,9 bilhões foram retirados da poupança, um recorde no país que o banco não esperava. No começo do ano, devido ao momento de #Crise, muitas pessoas ficaram com medo de terem seus recursos bloqueados ou suspensos, realizando, com isso, os saques para maior segurança de suas rendas.

Publicidade
Publicidade

A maior parte das contratações da carteira de crédito habitacional da CEF vem de recursos das poupanças. O Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), com a sua suspensão, afetará o mercado imobiliário que estava em uma crescente até no final de 2014, afetando diretamente a construção civil, corretores de imóveis e empresários parceiros, com seus correspondentes bancários que são remunerados a partir da conclusão das operações de crédito.

Com as novas barreiras e concessões de crédito, pouco será o ganho do mesmo. Esta situação também afetará um grande número de #Negócios, que serão ofertados nos próximos feirões da casa própria que ainda vem acontecendo no país.

Essas informações foram repassadas para a mídia por fontes do banco e do setor da construção civil, e confirmadas após comunicar todas às agências do país.

Publicidade

Segundo funcionários e correspondentes bancários, o foco da CEF será em financiamentos com recursos do FGTS. Eles afirmam que o programa 'Minha Casa Minha Vida', ainda está liberado e não faltam recursos do governo para o financiamento de casas populares.

A crise afetou bastante o mercado imobiliário, só neste ano os juros tiveram aumento duas vezes, depois houve a redução do financiamento de imóveis usados para 50%. Muita coisa poderá mudar ao longo do caminhar desta crise na qual se encontra o Brasil. Especialistas esperam que o país encontre um caminho rumo ao fim desta atual situação. #Finança