Se você tem uma pequena empresa não saia já de casa. Coloque seu dispositivo móvel em cima do suporte e perca um tempo (não será muito extenso) para saber um pouco mais sobre como elas poderão sobreviver no atual mercado autofágico. Nele, nosso pior inimigo somos nós mesmos.

Repita a dose de café. Ele vai afastar as últimas névoas do sono benfazejo (para alguns nem tanto). Assim você se prepara para raciocinar mais claramente. Então poderá acompanhar os argumentos que consideram que a pequena empresa precisa aprender a como lidar com uma possível igualdade de condições que lhe foi oferecida pela tecnologia da informação, desde que bem trabalhada.

Publicidade
Publicidade

Leia as notícias desta manhã e que não serão diferentes das de ontem, nem das que serão divulgadas amanhã pela manhã, a crise está deixando o mercado um pouco parado:

·O centro para o progresso americano divulga que há, apesar do estresse financeiro que está colocando em risco o mercado de empreendedorismo, aumento na criação de pequenas empresas startups, no mercado atual. Algumas já instaladas apresentam planos de crescimento. A atividade atinge números que incentivam investimentos no setor;

· Um número cada vez maior de pequenas empresas, está se dirigindo para os investidores para levantar dinheiro;

· Algumas estão utilizando o crowdfunding como forma de obter maiores recursos com menor comprometimento de seu caixa;

· O MassChallenge, considerada uma das maiores aceleradoras de empresas startups em todo o mundo, abre as suas portas para os microempresários.

Publicidade

Ela propõe que elas invistam em novas tecnologias, campo considerado como de evolução mais segura, principalmente aquelas que trabalharem com tecnologias vestíveis na área da saúde;

· O projeto Loon (balões com que a Google pretende levar a internet para todas as partes do mundo) está chegando ao nordeste brasileiro e deve trazer para a rede, um grande número de pequenos consumidores (de grão em grão a galinha enche o papo);

· O jornal de Wall Street publica notícia sobre progressos no desenvolvimento de novas formas de desenvolvimento de #Negócios on-demand, para novas tecnologias;

· A Uber, ainda considerada uma empresa startup na área da tecnologia negocia 1 bilhão de dólares de créditos junto aos bancos americanos;

· Um levantamento aponta para o crescimento de IPO nos mercados financeiros, grande parte dela proveniente de pequenas empresas em transformação (IPO = Initial Public Offering - Oferta pública inicial de ações).

Tome rápido o restinho de café na xícara antes que ele esfrie.

Publicidade

Sacuda a serragem da torrada, que caiu sobre sua camisa e calças. Corra para seu carro e ligue na rádio no noticiário das finanças locais. Pegue o finalzinho deles. O que você irá ouvir será uma repetição destas notícias, com alguma novidade aqui e ali. Vá até o banco mais próximo e converse com o gerente. Acompanhe o pregão e veja quem está subindo (coloque seu setor de inteligência competitiva em ação) e saiba porquê. Faça o mesmo com quem está descendo. Lembre-se que a imobilidade é o maior inimigo. Se você ainda não sabe o que fazer para crescer no mercado, está na hora de contratar um consultor. Boa sorte.