A economia brasileira poderia começar a se recuperar no segundo semestre do ano se o governo fosse rápido ao implementar uma série de medidas que apontam à recuperação da confiança dos investidores, esta é a opinião do Ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

De acordo com a coletiva de imprensa realizada no Fundo Monetário Internacional, o Ministro da Fazenda afirmou que o Governo deve focar os seus esforços nas reformas para atrair mais investimentos para o país. Sobre o assunto, Levy foi enfático em dizer que se todas as medidas que o Governo tem em mente forem colocadas em prática, no segundo semestre do ano poderá haver boas notícias sobre a situação econômica do Brasil.

Publicidade
Publicidade

Ainda conforme a opinião do Ministro da Fazenda, este momento requer cuidado especial dirigido às reformas no que tange aos investimentos. Além disso, é preciso simplificar o código tributário brasileiro e reduzir a burocracia a fim de potencializar essas medidas para dar impulso à produtividade. Ao tratar sobre a política de impostos, Levy ressaltou a importância de rever as condições do ICMS já que este imposto não oferece retorno econômico suficiente, travando o crescimento e desmotivando o investimento de empresas maiores.

De acordo com a declaração de Levy, o Brasil está preparado para enfrentar uma desaceleração econômica global considerada como persistente. A economia do país sofreu uma contração de 0,2% neste primeiro trimestre, conforme os últimos dados oficiais do Governo, criando condições para uma possível recessão ainda neste ano, já que muitas companhias estão reduzindo o fluxo de investimentos no cenário brasileiro.

Publicidade

O crescimento do 4,7% do setor agropecuário foi o responsável por evitar uma queda ainda maior.

Outro assunto questionado pelos jornalistas foi a questão relativa a falta de otimismo no setor privado, sobre o assunto Levy afirmou que esta queda substancial no setor faz parte do período de "Mergulho" e que logo após inicia a etapa de "recuperação".

Além destes tópicos, o Ministro informou que proximamente deverão ser publicadas informações sobre um novo plano de safra, este é extremamente importante para que a economia possa recuperar o "fôlego" e voltar a se estabilizar. #Negócios #Trabalho #Crise econômica