A United Airlines e a Azul Linhas Aéreas firmaram uma parceria nesta sexta-feira. A empresa americana comprou 5% da brasileira, por US$100 milhões do valor econômico da Azul. Esse acordo representa mais um avanço, tanto para a United quanto para a Azul.

A United terá um membro no conselho de administração da empresa brasileira, o que pode promover iniciativas estratégicas entre outras melhoras.

Esse acordo ainda terá que passar pela aprovação da Agencia Nacional de Aviação Civil (Anac) e do Conselho Administrativo de defesa econômica(CADE).

O valor inclui um acordo de "codeshare", onde as companhias compartilharão as rotas voadas entre o Brasil e os Estados Unidos, entre outros destinos pelo mundo.

Publicidade
Publicidade

A parceria promete facilitar o acesso dos brasileiros aos mais diversos locais dos Estados Unidos e outros países para onde voa a United Airlines.

Vantagens para os passageiros

Os clientes das duas empresas terão vantagens ampliadas. Com os programas de fidelidade TudoAzul e Mileageplus, os pontos acumulados no TudoAzul em viagens com a Azul, poderão ser utilizados para resgate de milhas para serem usadas na United, assim como os passageiros da United poderão voar com a Azul usando pontos acumulados no programa Mileageplus.

Fatos da United

É uma das maiores empresas aéreas de todo o continente americano. Opera em todos os continentes, em mais de 370 aeroportos. Juntamente com a United Express, opera cerca 5.000 voos por dia. Tem sua sede em Chicago no estado de Illinois. No atentado de 11 de setembro de 2001, a United foi alvo dos terroristas, tendo dois de seus aviões sequestrados.

Publicidade

Um deles foi atirado contra uma das torres do World Trade Center em Nova York.

Fatos da Azul

Criada em 2008, a Azul Linhas Aéreas é uma empresa relativamente jovem. Fundada por David Neeleman, apesar disso já se apresenta como uma das melhores do país. Não possui históricos de acidentes fatais. Possui cerca de 150 aeronaves em sua frota e opera em 103 destinos incluindo dois internacionais. Um para Lauderdale e Orlando nos Estados Unidos. #Negócios