Agora é oficial: o Brasil entrou em recessão técnica. O Produto Interno Bruto (PIB) registrou uma queda de 1,9% no segundo trimestre do ano. Os economistas chamam de “recessão técnica" quando esse indicador registra números negativos por dois trimestres seguidos.

Segundo o IBGE, a economia brasileira teve queda de 0,7% no primeiro trimestre. A significativa retração da economia do país de 1,9% é a mais alta desde do ano de 2009, atingindo o mesmo número.

Em relação ao ano passado, a baixa foi muito expressiva: 2,6% se comparada com o segundo trimestre de 2014.

Para os economistas a recessão técnica é um termômetro para medir como está a economia do país.

Publicidade
Publicidade

A conjuntura do país levou aos números negativos e alarmantes, como o aumento do desemprego, queda na produção de indústrias e falência de muitas empresas e comércios.

Na época da #Crise mundial, em 2008, o Brasil já havia registrado uma recessão técnica. O consumo das famílias brasileiras caiu, mas no ano de 2008 e início do 2009, haviam medidas para reduzir o efeito da crise. Agora a realidade é outra. Segundo a coordenadora do IBGE, Rebeca de La Rocque Palis, a turbulência política e econômica estão afetando todas as atividades do país. “É um movimento que está afetando todas as atividades”, explica.

Segundo o portal G1, da Globo, a queda registrada na indústria foi puxada pelo baixo desempenho da construção civil. A queda foi de 8,4% no setor. Depois da construção, a indústria de transformação também sofreu uma grande queda de 3,7%.

Publicidade

O setor de serviços também foi afetado pela #Crise econômica que vive o país. O comércio registrou queda de 3,3%. Os investimentos no Brasil tiveram uma baixa de 11,9%, neste últimos meses de 2015 em relação ao ano anterior.

De acordo com o IBGE também houve recuo das importações e da produção interna brasileira.

Mais notícias de economia

Contas públicas fecham o mês de julho com o pior resultado em quase 20 anos

2015 terá a maior inflação no Brasil em 13 anos

Queda nas vendas do comércio brasileiro são as piores desde 2003

Impacto da Operação Lava Jato no PIB pode passar de R$ 140 bilhões #Governo