Seja pelas inúmeras denúncias de #Corrupção ou seja pela queda brusca no preço do barril de petróleo, a estatal brasileira mais reconhecida internacionalmente está vendo seus lucros irem por água abaixo. Os acionistas da empresa não tiveram uma boa notícia ontem (06). O lucro da #Petrobras despencou no último trimestre e nem o mais pessimista dos acionistas poderia imaginar que ficaria tão abaixo do esperado.

Desde 2012, quando teve prejuízo, a petrolífera não tinha um lucro tão baixo. A expectativa se baseava nos números de 2014 quando, no mesmo período, o lucro da Petrobras já chegava aos quase R$ 5 bilhões. Os números divulgados na última quinta-feira dão conta de um lucro de R$ 530 milhões, 90% menor.

Publicidade
Publicidade

Para o presidente da empresa, Aldemir Bendini, os resultados foram bons mesmo com tantas adversidades. Além das denúncias de corrupção, redução nos investimentos e aumento de gastos outro fator importante é que o preço do barril de petróleo, que era negociado a US$ 120 dólares o barril em 2014 e está bem abaixo disso em 2015.

Operação Lava-Jato

Na mira da Polícia Federal desde 2014, a Petrobras se tornou alvo de investigações sobre corrupção. A maior operação da história da Polícia Federal brasileira apura desvios de verbas públicas em diversas áreas da estatal. A cada nova etapa mais políticos e empreiteiras são denunciados. O ex-presidente Lula seria, de acordo com reportagem da revista Veja, o próximo alvo da operação. Clique aqui e leia mais.

O também ex-presidente Fernando Collor teria recebido, de acordo com a Polícia Federal, mais de R$ 25 milhões de reais em propinas relacionadas a BR Distribuidora.

Publicidade

O dinheiro teria sido entregue em forma de propina, ao hoje Senador da República, de 2010 até 2014. Para saber mais sobre os detalhes da investigação que envolvem Collor clique aqui.

Recentemente a Presidente Dilma Rousseff culpou a operação Lava-Jato pela #Crise econômica brasileira. Dilma atribuiu às investigações a queda de mais de 1% no PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro em 2015. Para a presidente brasileira a recessão no Brasil está sendo "ajudada" pela Lava-Jato. A afirmação foi feita no final de julho em uma reunião com seus ministros em Brasília/DF, segundo apurou o Jornal O Globo. Clique aqui e leia a notícia completa.