A volta da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) está em debate, já tendo gerado muita polêmica e protestos. Para esquentar ainda mais o debate, o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, disse que não só é a favor da volta da CPMF como também disse que o imposto nunca deveria ter sido extinto.

A declaração de Lula foi neste último sábado (29), no debate realizado no Seminário Internacional Participação Cidadã, Gestão Democrática e as Cidades do Século XXI, que foi realizado pela Prefeitura Municipal da cidade de São Bernardo do Campo, em São Paulo.

Primeiro, Lula defendeu a companheira e presidente Dilma Rousseff e o #Governo que ela vem realizando, a forma que tem administrado a #Crise econômica no país.

Publicidade
Publicidade

O ex-presidente também revelou que à partir de agora será visto mais vezes, pois a oposição tem sido muito dura com a Dilma e ele vai entrar em cena não só para defendê-la, mas para mostrar que todos tem seus acertos e erros, inclusive da oposição.

Lula comentou que há 5 anos não dava entrevista, pois acha que ex-presidentes devem ficar calados, porém, a partir deste sábado ele está dando início em uma nova fase de sua vida, pois irá viajar mais pelo Brasil. 

Diante de muitas lideranças políticas e até do ex-presidente do Uruguai, o Mujica, Lula disse que o "imposto do cheque" nunca deveria ter deixado de ser cobrado. Dilma Rousseff tem buscado apoio para trazer a CPMF de volta, mas não tem conseguido. A intenção era apresentar ao Congresso Nacional o mais rápido possível, um projeto que tributasse as transações bancárias, mas por falta de apoio, o Governo do PT está deixando a ideia de lado.

Publicidade

A CPMF foi criada em 1997 pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso, mas em 2007 o "imposto do cheque" foi extinto e curiosamente, nesta época, Lula estava em seu segundo mandato.

O Ministro da Saúde, Arthur Chioro, estava presente durante o pronunciamento do ex-presidente Lula. Chioro é um dos que defendem a volta da CPMF e com uma alíquota de 0,38% no mínimo. Lula disse em seu discurso que a CPFM nunca deveria ter sido retirada, pois governadores e prefeitos precisam de dinheiro para a saúde dos estados e municípios. #Corrupção