Não é novidade para ninguém que o Brasil enfrenta uma crise política que está refletindo diretamente na economia. Com a fragilidade política e econômica, o país enfrenta o aumento da taxa de desemprego, alta da inflação, alta na taxa de juros, perca do grau de investimento (selo que garante que o país é bom pagador) e a diminuição do poder de compra das famílias.

Por isso, é necessário se adequar a nova realidade do orçamento domestico. Mas, quem consegue este equilíbrio financeiro e sobra algum dinheiro no final do mês, vê uma grande oportunidade para investir o suado dinheiro que sobra, e que não será usado imediatamente.

Publicidade
Publicidade

Com a alta de juros, perca do grau de investimento e desconfiança do mercado financeiro, este é um cenário perfeito para quem quer remunerar seu capital que está investido. Hoje um dos melhores investimentos com o atual patamar dos juros é a renda fixa, e é tão seguro quanto a poupança, pois tem a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), que, caso a instituição que você investiu falir, você terá a garantia de ter ressarcido o valor de até R$ 250.000,00 por CPF e instituição.

A renda fixa pode ser pré fixada (você sabe exatamente quanto receberá no final do período do investimento) e o pós fixado (é dada uma taxa de juros mais uma taxa referencial, geralmente o IPCA). Os tipos de renda fixa são: CDB, LCA e LCI, entre outras, e tem também o Tesouro Direto, que são títulos de dívidas do governo, estes tem a liquidação diário, mas para ter a certeza que irá receber todo o juros, é necessário ficar até o vencimento do título. 

Este momento de crise e alta de juros gera ótimas oportunidade para elevar o ganho com investimentos.

Publicidade

Por isso, surge a necessidade de economizar agora para que, mais pra frente, seja possível gozar de uma aposentadoria mais tranquila, realizar o sonho da casa própria, ou, até mesmo, de uma viagem, que se esta querendo realizar há algum tempo.

Claro, não é necessário privar o agora, pensando em um futuro incerto, mas é possível aproveitar o agora, sem se esquecer do futuro. Sendo assim, gastar menos do que se ganha ainda é a melhor forma de investimento. #Finança #Crise econômica #Blasting News Brasil