Para Lucas de Carvalho Pereira, diretor técnico da Iniciativa Verde, as emissões de gases estufa são determinadas por questões econômicas. Nesse contexto, ele chama atenção para o custo de cada nação com o aquecimento global, que, em geral, é sempre subestimado.

Nos Estados Unidos, por exemplo, enquanto o governo Barack Obama considera que o custo por tonelada das emissões seria de 37 dólares, um estudo da Universidade de Stanford aponta para um valor consideravelmente maior: 220 dólares por tonelada.

De acordo com Pereira, a compensação das emissões custaria muito mais do que se imagina. “O mundo emitiu, em 2014, 32 bilhões de toneladas para atmosfera, ou seja, isso ‘custou’ para o mundo aproximadamente 1,2 trilhão de dólares, de acordo com o valor do governo dos EUA.

Publicidade
Publicidade

Isso é 2% do PIB mundial”, afirma.

Porém, a maior preocupação não estaria apenas no alto custo, que aumenta à medida em que o clima também aumenta, mas também no fato de que não contempla a compensação dos danos de grande proporção provocados pela poluição. #Mudança do Clima