A crise econômica continua a atingir os principais meios de comunicação do país. Só neste ano, cerca de mil profissionais da mídia perderam seus empregos só no Rio de Janeiro, um dos estados mais afetados pelo mal do #Desemprego. Nesta terça-feira, 1ª de setembro, foi a vez do maior grupo midiático do país também anunciar demissões, o Grupo Globo. Dois jornais impressos da empresa fizeram dezenas de demissões: o jornal 'O Globo' e o 'Extra', duas das maiores publicações voltadas ao público da cidade maravilhosa e também com pautas que atingem todo o país.

Os números das demissões divergem bastante, já que até agora a 'InfoGlobo', empresa que cuida de 'O Globo' e 'Extra' não confirmou quantos jornalistas perderam seus empregos.

Publicidade
Publicidade

Sites especializados falam de quantias que vão de 40 a 400. No entanto, segundo o 'Portal Imprensa', um dos mais respeitados do ramo, as baixas realmente seriam de 40 pais e mães de famílias. Editores, jornalistas e fotógrafos perderam seus empregos.

Alguns dos demitidos continuarão a publicar esporadicamente em suas colunas, mas recebendo por publicação. De acordo com o site 'Rádio de Verdade', existe uma especulação sobre o fim de duas editorias de 'O Globo': a 'Revista da TV' e o 'Prosa e Verso'. O site diz que conversou com algumas fontes que dizem que só em 'O Globo' teriam sido feitas 60 demissões nesta terça-feira. 

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro publicou uma nota de repúdio sobre as demissões que aconteceram no InfoGlobo por volta das 20h desta terça.

Publicidade

A instituição diz que faltou transparência da empresa com o processo de demissão e que o sindicato teria entrado em contato recentemente com o setor de Recursos Humanos do InfoGlobo, que teria negado as baixas.

Assembleia para discutir demissões

Na nota, a entidade sindical manifesta a solidariedade aos jornalistas demitidos, convocando a categoria para uma assembleia de emergência, que acontecerá nesta quinta-feira, 03, às 20h, na sede do sindicato, localizada na rua Evaristo da Veiga, no centro da cidade.