Se o planejamento do ano de 2016 já está negativo, imagine a verdadeira realidade. O rombo previsto pelo #Governo pode ser muito maior do que o estimado pelos ministros e pela presidente Dilma Rousseff. A proposta do Orçamento da União de 2016, enviado ao Congresso Nacional, com R$ 30,5 bilhões de rombo, na verdade pode mais do que dobrar e chegar aos R$ 70 bilhões.

O governo espera arrecadar R$ 37,5 bilhões com a venda de ativos (terrenos, imóveis e participação de empresas em ações), além de novas concessões de aeroportos e rodovias, algo difícil de se concretizar na conjuntura de recessão econômica que o país vive.

Também faltou incluir no orçamento de 2016 demandas parlamentares, que foram esquecidas, algo em torno de R$ 3,4 bilhões.

Publicidade
Publicidade

Com a soma em cenário de incertezas, o rombo do governo federal poderá chegar aos R$ 70 bilhões.

Segundo o relator do orçamento, o deputado Ricardo Barros (PP-PR), em entrevista ao jornal O Globo, a equipe econômica de Dilma deixou de fora R$ 1,5 bilhão de emendas parlamentares que são obrigatórias e mais de R$ 1,9 bilhão do FEX (Fundo parecido com a Lei Kandir), que compensa os estados brasileiros por incentivos concedidos a empresas que exportam. Segundo o deputado, todos os anos o governo deixa essas despesas de fora e só aprova depois do orçamento enviado, através da CMO - Comissão Mista de Orçamento.

Faltou coragem de contar a verdade

Segundo fontes do jornal O Globo, o governo "não teve coragem” de anunciar o número real das contas negativas. O clima de incertezas e #Crise têm deixado todos apreensivos em Brasília/DF.

Publicidade

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e o ministro do Planejamento Nelson Barbosa não conseguem se entender. Os problemas internos começam a vazar. Até o vice-presidente, Michel Temer, criticou o orçamento de 2016 com o rombo projetado de R$ 30,5 milhões.

Depois de muitas conversas, o governo decidiu mais uma vez maquiar suas contas e segundo um integrante do governo “ver as contas com óculos cor-de-rosa no filme Dilma no país das maravilhas”, contou.

Dentro de algumas semanas, ou meses, o verdadeiro rombo poderá ser descoberto, afetando ainda mais a crise político-econômica do Brasil.

Leia mais:

Estimativa do Governo Federal é fechar as contas de 2016 no vermelho

Contas públicas fecham o mês de julho com o pior resultado em quase 20 anos

Lucro na Petrobras despenca 90% no último trimestre #Crise econômica