Um dos únicos setores da economia que ainda trazia boas notícias para o Brasil não está resistindo a #Crise econômica que afeta o país. O setor de serviços registrou uma forte queda em agosto de 2015 em relação ao mesmo período de 2014 e, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), chega a 3,5% de retração.

Em julho, a queda foi ainda maior em relação ao ano passado e chegou aos 4%. No ano, o setor de serviços já acumula queda de mais de 2,5%. Para o técnico do IBGE, Roberto Saldanha, responsável pelo setor de coordenação dos números de serviços e comércio, a queda no volume preocupa porque o resultado é já desconta a inflação e mesmo assim é negativo.

Publicidade
Publicidade

Todos os setores da economia no Brasil estão passando por um ano complicado. Especificamente no setor de serviços, exceto o de informação e de comunicação que registra uma leve alta, os outros registram forte queda. Os serviços que são prestados para as famílias, complementares, de transportes e correio registram números negativos.

Crise Econômica e Política

A Presidente da República, Dilma Rousseff, fez um discurso inflamado na abertura do Congresso da CUT (Central Única dos Trabalhadores) na última terça-feira (13). Para a presidente um golpe de estado está em andamento no país e é puxado pelos partidos de oposição. Ainda para Dilma, ninguém no atual cenário político, tem capacidade para tecer críticas ou apontar o dedo para ela. Para saber mais clique aqui e leia a notícia completa.

Impeachment

Ainda na última terça-feira (13) o Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), teria que decidir sobre o pedido de impeachment que foi feito pelo ex-petista e fundador do Partido dos Trabalhadores (PT), Hélio Bicudo.

Publicidade

Algumas decisões jurídicas postas pelo Superior Tribunal Federal (STF) adiaram a abertura do processo. Clique e leia mais.

Livro sobre o Comunismo da Coreia da Norte

Uma autobiografia da autora Hyeonseo Lee está deixando o mundo perplexo diante das revelações feitas sobre o regime de Pyongyang. De acordo com alguns críticos, a obra parece um livro de história, porém não é. Apesar do ar romântico, o livro é uma história de vida de alguém que viveu o regime comunista de perto. O livro chama-se "A mulher de sete nomes", e está sendo atingindo um número de vendas impressionante.

Lee descreve a vida dos norte-coreanos de forma surpreendente e em uma das passagens do livro conta sobre as fotografias dos chefes do Estado da Coreia do Norte. Ela e sua mãe precisavam manter sempre limpos os retratos porque uma equipe do #Governo passava, mensalmente, nas casas para verificar o cuidado que tinham com a imagem dos chamados deuses do país. Para saber mais sobre o livro clique aqui. #Crise no Brasil