Nesta segunda-feira (19), o dólar operou em alta de 0,08% e fechou o dia com R$ 3,87, diante do quadro das incertezas políticas sobre os rumores que o Joaquim Levy teria feito carta de demissão, pressionaram a alta da moeda americana.

Dólar passar a ser vendido por R$ 3,75. No mês de outubro a moeda americana acumula 2,23%, e no ano, a valorização é de 45%.

De acordo com o operador de um banco nacional agência de notícia Reuters " Não houve grandes novidades no mercado hoje. o dólar ficou flutuando sem vento, sem muita racionalidade".

Em notas aos clientes, Jefferson Luiz Rugik, operador Correparti, "Nesta de 'fica Levy, sai Levy", a verdade que permanece é a de que o país está parado a mercê de interesses políticos, com desemprego, contração da economia, inflação alta e com a grande possibilidade de perdermos (de novo) o selo de bom pagador ainda neste ano, se o ajuste fiscal não evoluir".

Publicidade
Publicidade

No cenário brasileiro, os rumores que o Ministro da Fazenda, Joaquim Levy teria feito carta de demissão, deixaram os investidores preocupados, mas a Presidente #Dilma Rousseff  negou e afirmou  que ele continua no cargo.

Divergências entre Palácio do Planalto e Congresso com a possibilidade do processo impeachment contra Presidente também está movimentando no mercado financeiro brasileiro.

No cenário internacional, o dólar vai ganhando força referente a outras moedas emergentes do mercado exterior, como peso mexicano e peso chileno. Desde que começou a crise financeira global, pela primeira vez, a economia chinesa registrou o crescimento de menos de 7%, causando preocupações com a recuperação da economia global.

O Banco central continuou nesta manhã Greve dos Bancários entra no quarto dia a rolagem dos swaps que tem vencimento em novembro, negociando a oferta de até 10.275 contratos, com o direito a recompra futura de dólares. O BC até agora, rolou U$$ 6,142 bilhões, cerca de 60% do total do lote, que corresponde a U$$ 10,278 bilhões.

Publicidade

Na última sexta-feira (16), o dólar avançou 1,92% e fechou em R$ 3,87 influenciado pelo cenário de incertezas da política do Brasil. Durante a semana elevou para 3,05% depois caiu 4,74% na semana anterior. #Crise econômica