Em comparação com 2014 o ano de 2015 será negativamente inesquecível. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de empregos formais na indústria do Brasil caiu quase 7% em agosto em relação ao mesmo período do ano passado. Desde o início das medições em 2001, é o pior resultado já registrado.

O IBGE pesquisa o número de empregos em quase 20 ramos da indústria e os emprego relativos aos meios de transporte já registram queda superior aos 12%. Empregos relacionados a maquinário e equipamentos acumulam queda de mais de 10% e na área de comunicações de quase 15%. Todos os ramos registram queda e preocupam o setor que não está encontrando formas de gerar emprego ou sequer manter os empregos existentes.

Publicidade
Publicidade

Um indicador medido pelo IBGE é o de horas pagas aos trabalhadores. Este índice também registra forte queda em relação a 2014. Em um ano a queda passa dos 7% e ocorre pelo 6º mês consecutivo. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística é o terceiro mês seguido que a indústria registra queda no Brasil. Nem a folha de pagamento escapa da crise. O valor dos pagamentos, em números reais e absolutos, caiu mais de 1% em comparação com julho e já ultrapassa os 3% no acumulado do ano.

PIB negativo

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro já ultrapassa os 3% negativos em 2015. A economia do país não está conseguindo reagir e os números de 2015 não mostram uma possível melhora. O Banco Central (BC) revisou os números da economia do Brasil e a situação é bastante grave. Clique aqui e leia mais.

Reunião de Emergência entre Dilma e Lula

Lula está em Brasília/DF desde a última quarta-feira (14) onde, voluntariamente, prestou depoimento no Ministério Público do Distrito Federal sobre um inquérito que apura se o ex-presidente teria praticado tráfico de influência.

Publicidade

Aproveitando a ida para a capital federal, Lula se reuniu com a presidente Dilma Rousseff no Palácio da Alvorada. Na pauta da reunião estavam diversos assuntos, mas o que mais está tirando o sono dos petistas é a possível abertura de um processo de impeachment contra Dilma. Clique aqui e leia a notícia completa.

CPMF

Sem ter de onde tirar dinheiro, o Governo Federal está procurando receitas em tudo. De acordo com o Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, a volta da CPMF é necessária e urgente. Para o ministro, se a cobrança não for aprovada no Congresso Nacional, programas importantes podem ser seriamente prejudicados. Seguro-#Desemprego e abono salarial seriam os primeiros que sentiriam. Clique aqui e leia a notícia completa. #Crise econômica #Crise no Brasil