Em tempos de crise, as moedas ressurgiram e estão mais presentes no cotidiano do brasileiro. O troco do cafezinho, do pão, do jornal, agora está circulando mais e com isso o reaparecimento de moedas raras é a grande expectativa de completar a coleção para alguns colecionadores de moedas.

A grande estrela do momento é a moeda de 1 Real, que comemorou em 1998 o cinquentenário da Declaração dos Direitos Humanos, esta moeda está valendo até R$ 200 em sites de comércio eletrônico. Desta moeda foram cunhados apenas 600 mil exemplares, o que torna difícil encontrá-las.

A crise está quebrando os “cofrinhos” e devolvendo a circulação muitas moedas antigas, ficar ligado em moedas comemorativas pode ser uma ótima ideia para quem quer multiplicar o dinheiro guardado nesses tempos de crise.

Publicidade
Publicidade

Além da moeda de 1 Real, existem outras moedas que valem mais para os colecionadores. Por exemplo, a moeda de 5 centavos cunhado no ano de 1999 pode valer até R$ 35. No Brasil, ainda não há um público colecionador de moedas considerável, mas nos EUA, devido a produção de muitos exemplares comemorativos, existem muitos colecionadores de moedas.

A Sociedade Numismática Brasileira, representada por Edivan de Oliveira Lima, colecionador e um dos diretores da sociedade, comenta, entre outras palavras, que toda iniciativa feita para agradar o colecionador é estímulo para colecionar moedas.

As próximas moedas comemorativas a entrarem em circulação serão dedicadas as Olimpíadas Rio 2016, especula-se, no máximo, que seja feita uma tiragem de 20 milhões de exemplares, que irão acabar nas mãos de muitos turistas como recordação do Brasil.

Publicidade

Colecionar moedas, um hobbie que custa caro, mais do que as próprias moedas, o valor torna-se uma questão subjetiva. As moedas marcam épocas importantes da historia mundial, muitas passaram por diversas mãos, mãos de pessoas pobres e ricas, circularam na sociedade, serviram a diversos fins e ajudaram muitos a terem o que precisavam.

Com as notas impressas, as moedas acabaram por ficar menos valiosas e ficando com o papel do troco. Mas, para os colecionadores, esses valores são inestimáveis. Vale a pena conferir as moedas. #Finança #Crise econômica #Blasting News Brasil